O português Miguel Carneiro concluiu o Deca Ultra Triatlo, no México. Ou seja, o polícia da Marinha nadou 38 km, peladou 1800 km e correu 10 Maratonas, ou seja, 422 km. Sim, leu bem…

Esta semana está a ser rica em casos que servem de inspiração para todos.

No Mundial de Ironman, tivemos dois casos bastante especiais: um atleta de 80 anos e outro amputado de ambas as pernas ao nível do joelho terminaram a prova.

Em Chicago, na Maratona, o norte-americano Justin Gallegos, portador de paralisia cerebral, terminou a corrida, sendo o primeiro a alcançar tal feito.

Agora, e olhando para o nosso país, Miguel Carneiro terminou um desafio que, só de somarmos a quantidade de quilómetros dos três registos das três modalidades (38 km de natação, 1800 km de ciclismo e 422 km de corrida), temos logo uma enorme dor de cabeça. Resumidamente, o português disputou 10 Mundiais de Ironman, tudo de uma vez…

No total, Miguel Carneiro registou o tempo de 256h50m10, ou seja, durante cerca de 11 dias consecutivos esteve em prova. O momento mais crítico foram os 422 km, tudo devido a fadiga acumulada, evidentemente, mas também pelas bolhas.

«Após 256 horas e 50 minutos, 38km de natação 1800km de ciclismo e 422km de corrida chegamos a tão desejada meta. A minha fantástica equipa de apoio que ficou por 24 horas durante mais de 10 dias a cuidar de mim suprindo todas as minhas necessidades foram a chave do sucesso 🙏 Muito obrigado 🙏 Muito obrigado ao Estado Maior General das Forcas Armadas pela confiança e apoio 🙏 Foi um orgulho representar o GRDC MDN em mais um prova, vocês foram fundamentais 🙏», escreveu no seu Facebook.

Antes de partir para o México, Miguel Carneiro esteve à conversa connosco, revelando as suas expetativas, anseios e objetivos para a prova (recorde-se, que terminaram com 422 quilómetros, ou seja, 10 Maratonas…), além de revelar a estratégia que pretendia utilizar.