João Silva, atleta do Benfica, alcançou no fim-de-semana mais uma medalha de ouro para Portugal numa etapa da Taça do Mundo de Triatlo, concretamente em Weihai, na China.

Numa prova bastante competitiva, já que João Silva terminou os 1500 metros de natação, 40 quilómetros de ciclismo e 10 quilómetros de corrida em 1h54m47, apenas dois e seis segundos mais rápido do que o segundo e terceiro colocados, o suíço Max Studer e o britânico Grant Sheldon, respetivamente.

Por isso, foi com naturalidade que o português comemorou a vitória na etapa da Taça do Mundo de Triatlo, um triunfo internacional que não alcançava desde 2012. Ainda mais quando a etapa chinesa fechou a sua temporada.

«Estou bastante satisfeito com a minha performance. O apoio de todas as pessoas foi incrível. Não sabia o que esperar, por isso optei por jogar pelo seguro. Esta foi a minha última corrida da temporada, ou seja, tinha de dar tudo o que conseguia e foi isso que fiz», afirmou João Silva ao site do Benfica.

Recorde-se que João Silva procura alcançar um lugar nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no próximo ano. Portanto, a vitória em Weihai para a Taça do Mundo de Triatlo acaba por ser bastante importante para a concretização dos seus sonhos.

Neste momento, o triatleta nacional está na 29.ª posição do ranking mundial de qualificação para os jogos. E, para estar em Tóquio, João Silva terá de alcançar mais bons resultados na Taça do Mundo de Triatlo.

Miguel Tiago Silva e júnior Mariana Vargem são os novos campeões nacionais de Triatlo

Entretanto, também no fim-de-semana decorreu o Campeonato Nacional de Triatlo, em Sines. Os novos campeões nacionais são Miguel Tiago Silva, do Olímpico de Oeiras, e a júnior Mariana Vargem, do CNF, sucedendo a João Mansos e Melanie Santos, respetivamente.

Miguel Tiago Silva concluiu a prova em 1h56m46 e foi mais forte que Miguel Arraiolos (Benfica) e Pedro Gaspar (Alhandra), que terminaram a 43 segundos e 1m15, respetivamente.

Já a surpresa da jornada foi o triunfo da ainda júnior Mariana Vargem, que venceu o título feminino absoluto. O seu tempo foi de 2h12m26. Atrás ficaram Madalena Almeida (CN Torres Novas), com mais 3m54, e Maria Tomé (Olímpico de Oeiras), com mais 5m24.

Foto: Facebook