A Asics acaba de revelar o seu relatório de Sustentabilidade de 2020, um material onde a empresa nipónica detalha as suas ações de sustentabilidade em 2020, além de revelar os objetivos a médio e longo prazo, que visam a redução de emissões de CO2 para 2030, alinhado a um futuro com zero emissões líquidas para 2050.

«2020 foi o último ano do último plano de sustentabilidade de cinco anos da Asics», referiu Yasuhito Hirota, presidente e diretor de operações da ASICS Corporation. «A ASICS alcançou muitos dos seus objetivos de sustentabilidade, mas o nosso trabalho deve continuar. VISION 2030 apresenta os objetivos a longo prazo da empresa que pretendemos ser no futuro, e sob três temas-chave do digital, pessoal e sustentável, estabelece a nossa nova estratégia em temas sociais e ambientais para 2030. De acordo com a principal filosofia da Asicse o slogan da marca “Mente sana, corpo são”, os nossos esforços são direcionados para resolver problemas sociais e ambientais críticos e preservar um ambiente sustentável para que as pessoas possam desfrutar do desporto e continuar a viver com saúde.»

Em relação ao Relatório de Sustentabilidade, vale a pena destacar o seguinte:

  • A ASICS alargou os seus objetivos de redução de emissões de gases de efeito de estufa para 2030 para se alinhar com a trajetória de 1,5℃ do Acordo de Paris, e os objetivos foram aprovados pela iniciativa Science Based Targets (SBTi) a 22 de fevereiro de 2021. A ASICS comprometeu-se a reduzir as emissões absolutas de gases de efeito de estufa em 63% em todas as suas operações diretas e na sua cadeia de fornecimento para 2030, em comparação com o ano de referência, 2015
  • O alcance do objetivo é “bens e serviços adquiridos” e “tratamento do fim de vida dos produtos vendidos”
  • Em 2020, a ASICS reduziu as emissões de gases de efeito inverso em 25% (referência de 2015) ao alterar a eletricidade renovável nas nossas operações diretas, apesar do impacto na atividade comercial com a propagação da pandemia do COVID-19. Reduziu também as emissões de gases de efeito de estufa da cadeia de fornecimento em 30,8% (referência de 2015) através da utilização ativa de materiais reciclados e outros materiais com menos emissões
  • RE100, a iniciativa ambiental global composta por empresas que se comprometem a depender exclusivamente de energias renováveis para as suas necessidades de eletricidade nas atividades empresariais. A ASICS também foi a primeira empresa japonesa a unir-se ao The Fashion Pact, uma coligação mundial de empresas da indústria têxtil e de moda que se comprometeu a cumprir um conjunto comum de objetivos ambientais fundamentais em três áreas: mitigar as alterações climáticas, restaurar a biodiversidade e proteger os oceanos
  • Realizámos uma avaliação do ciclo de vida (LCA) das nossas novas sapatilhas de corrida GEL-NIMBUS LITE 2 e comparámos os resultados com o LCA realizado nas sapatilhas de corrida GEL-KAYANO 25 em 2018. A análise demonstrou que reduzimos as emissões de CO2 por par em aproximadamente 40%
  • Mais de 95% das novas sapatilhas de corrida, a partir de 2021, já contêm material reciclado. Além disso, impulsionar a fabricação circular aumentando a utilização de materiais reciclados a partir de resíduos têxteis e roupa utilizada.

A Asics salientou ainda no seu relatório o projeto “Sound Mind, Sound Body” no centro dos seus negócios, fruto da Covid-19, que trouxe consigo um risco maior de problemas de saúde mental, mas também a ASICS World Ekiden, um evento de corrida online que juntou mais de 56.000 corredores de 179 países, percorrendo um total de 277.045 km.