Ovos frigorífico

Considerados um dos alimentos mais importantes na dieta de qualquer corredor, os ovos também exigem alguns cuidados no seu armazenamento. Sabes quais são?

Já aqui descritos como um dos alimentos mais completos, e não apenas na alimentação de qualquer corredor, os ovos ganharam essa posição de destaque graças não só ao valor nutricional que oferecem, como também à facilidade e multiplicidade de formas como podem ser preparados, além do gosto que proporcionam.

No entanto, e embora oferecendo proteína da melhor qualidade, os ovos também necessitam de um correcto acondicionamento. Desde logo, porque são um produto muito vulnerável a alterações de temperatura, sendo que, até mesmo a sua casca, porosa, pode contribuir para contaminar, de forma irremediável e perigosa para a nossa saúde, o interior do ovo.

Em Portugal, dados divulgados em 2019 referiam que os portugueses estavam a comer cada vez mais ovos. Falando mesmo em mais de 190 milhões de dúzias comercializadas por ano.

Mas, então, como devo fazer?

Na verdade, a primeira questão não deve ser como devemos fazer, mas sim como não fazer. Sendo que a primeira resposta a essa pergunta tem de ser nunca os guarde na porta do frigorífico, embora seja aí que estão as bases para ovos. Porquê…

  • Porque a porta do frigorífico, onde habitualmente os fabricantes destes eletrodomésticos colocam, de resto, as bases para os ovos, é um dos locais mais sujeitos a alterações de temperatura. Por exemplo, sempre que abrimos e fechamos a porta. Isso leva a que não só se crie condensação no interior da casca, mas também, e principalmente, microorganismos patogénicos vários sobre a casca, que, por ser porosa, acaba por permitir o seu acesso ao interior do ovo.
Embora oferecendo proteína da melhor qualidade, o ovo deve ser corretamente acondicionado no frigorífico
  • Porque, dentro da casca, existe uma membrana que, com as mudanças de temperatura, tão depressa se contrai como dilata. Como não é impermeável, é nessas alturas que acaba por deixar passar os microorganismos para a clara.
  • Porque as próprias bases de ovos acabam tornando-se, elas mesmas, um viveiro de contaminantes. Isto porque são utilizadas uma e outra vez, sem que sejam lavadas, levando a que alguns dos microorganismos que se desenvolveram nos ovos mais antigos acabem passando para os novos que acabámos de armazenar.

Qual a melhor forma de os guardar?

São os especialistas que o dizem: os ovos devem ser guardados dentro da caixa em que são transportados, a qual, por sua vez, deve ser colocada numa das prateleiras do frigorífico.

Além de protegerem os ovos de mudanças de temperatura mais acentuadas, odores, embates ou até mesmo contacto com os outros alimentos, estas caixas mantêm a informação sobre a data limite de consumo, o que é também importante no momento em que nos preparamos para consumi-los.

E devo lavá-los antes de os guardar?

Ora aí está mais um erro, muito vulgar. Pois, segundo o Departamento de Agricultura dos EUA (USDA), os ovos não devem ser lavados antes de guardá-los.

LEIA TAMBÉM
Magnésio: conheça a sua importância e em que alimentos o encontrar

De acordo com este organismo, hoje em dia os ovos já são lavados na fase de preparação para a entrada no circuito comercial. Sendo que, nesse processo levado a cabo na maioria dos países, são utilizadas, inclusivamente, técnicas de lavagem especiais que ajudam a restaurar a protecção exterior do ovo.

Voltar a lavá-los em casa pode destruir essa barreira protetora e aumentar o risco de contaminação.

Portanto, já sabe: se quer desfrutar de tudo o que de melhor o ovo tem, acondicione-os corretamente… E, já agora, não os lave antes de os acondicionar!

LEIA TAMBÉM