treinao

No passado fim-de-semana decorreu o «Treinão do Brasil», um evento que reuniu cerca de 2500 atletas, que correram, à mesma hora, dos mais variados pontos do país. Ubiracy Rezende (leia aqui a sua entrevista) escreve para os CORREDORES ANÓNIMOS sobre o evento, que promete voltar em 2016. E nos anos seguintes…

 

Partilhe a nossa página pelos amigos e faça um LIKE na nossa página. Obrigado! 

 

A ideia de fazer o “Treinão do Brasil” surgiu, digamos assim, no momento mais obscuro da minha carreira de corredor amador: em junho deste ano estava totalmente afastado das corridas por conta de uma fascite plantar e comecei a ganhar alguns “quilinhos” a mais. Aos 55 anos, já não podia mais me gabar de ter «um corpo de 25 anos»…

Entretanto, o meu blog de crónicas sobre corrida ficou praticamente parado, já que estava sem correr e pouco escrevia. Para piorar, adoeci, alvo de zóster, uma doença que afeta pessoas com mais de 50 anos que tiveram catapora/varicela na infância. O vírus da doença fica “quietinho” no organismo e se aproveita para “contra-atacar” num momento de baixa imunidade, o que aconteceu comigo devido a problemas com as obras da minha residência, com o stress a atingir níveis impróprios para a saúde.

Já livre da doença, certo dia “estava” na internet e observei a felicidade dos meus amigos corredores nas fotos que colocavam nas suas respetivas páginas do Facebook. Pensei de imediato que eles poderiam fazer um grande “treinão” simultâneo por todo o país e acreditei que o mesmo Facebook poderia difundir a ideia. Consultei algumas opiniões e, devido ao apoio positivo que recebi, fiquei animado. Comecei a fazer algumas “postagens” no blog e começaram a surgir adesões de todo o país.

O nosso “treinão”, que teve um caráter informal, apresentou como tema central «Correr Pela Paz». No total, mais de 2.500 corredores vestidos de branco correram pelas ruas do Brasil no passado dia 20. Inclusive, em algumas cidades, o evento ganhou destaque nas rádios, jornais e televisão. Acredito que foi a primeira vez, inclusive no mundo, que se realizou um treino com largada simultânea em diversos pontos de um país, sempre tendo como corrente de pensamento a Paz (eu sei que há a Wings for Life World Run, mas esta é uma prova e não um treino).

 

trinao

 

De referir que, em alguns locais, esta iniciativa ganhou um aspecto parecido com as corridas oficiais, com hidratação ao longo do percurso e distribuição de frutas, mas também zumba ou professoras de fitness no aquecimento. Todavia, na grande maioria das localidades, o “treinão” foi mais simples e usual.

Em conclusão, a primeira edição do “Treinão do Brasil” foi algo marcante! Foi a primeira vez que corredores de rua de um país com dimensões continentais fizeram um movimento pacífico, sem caráter político ou religioso, apenas desportivo. Mas a real dimensão deste fato só poderá ser medida no futuro, com as imagens, fotos e vídeos a serem recolhidas nos próximos dias.

Os organizadores dos “treinões” de cada cidade já têm como meta se encontrarem para reforçarem os laços de amizade e discutirem o projeto (não podemos ignorar que muitos deles só se comunicavam pelo WhatsApp e Facebook) . Entre os organizadores há corredores dos mais variados perfis, desde atletas da elite até a uma dona de casa, o que comprova a diversidade deste evento, que promoveu alguns contatos realmente inusitados ao juntar atletas díspares.

E tudo isso aconteceu em pouco mais de dois meses…

Obviamente, todos os participantes e organizadores desejam repetir a dose em 2016. Agora é tempo de tirar conclusões e avaliar com cuidado o que foi vivido para, no próximo ano, termos mais participantes no “Treinão do Brasil” e fazer deste evento uma iniciativa anual do calendário dos corredores.