O norueguês Kristian Blummenfelt, de 27 anos, é o novo campeão olímpico de triatlo após uma prova marcada pelo calor e dureza do percurso, principalmente no segmento do ciclismo, com muitas curvas e contracurvas.

O norueguês Blummenfelt, 13.º colocado nos Jogos do Rio, em 2016, afastou-se das redes sociais nas últimas semanas para manter o foco nos Jogos de Tóquio. E foi o melhor que fez, já que, na corrida, na última volta, forçou e acabou por vencer o triatlo olímpico com o tempo de 1h45m04 (1,5 km a nadar, 40 km a pedalar e 10 km a correr). De referir que a competição começou às 6h30 de Tóquio, 27º C, uma humidade de 79% e com a temperatura da água a rondar os… 30º C.

A performance de Kristian Blummenfelt em Tóquio 2020
A performance de Kristian Blummenfelt em Tóquio 2020

Nos 10 km, o norueguês alcançou 29m34, impressionante média de 2m57.

Nos lugares a seguir no pódio ficaram o britânico Alex Yee, com 1h45m15, e o neozelandês Hayden Wilde, com 1h45m24.

Para termos uma ideia do esforço do nórdico para vencer a medalha de ouro em Tóquio, após cortar a meta, Kristian Blummenfelt jogou-se no chão e chegou a vomitar, sendo retirado do local em cadeira de rodas. Mas nada que o impedisse de conquistar para a Noruega a primeira medalha de ouro olímpica da modalidade.

Entretanto, o melhor português foi João Silva, 23.º colocado, com 1h47m30.

João Pereira terminou na 27.ª posição, com 1h48m03 (recorde-se que, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, João Pereira terminou no quinto lugar).

Já o brasileiro Manoel Messias ficou na 28.ª posição, com 1h48m11.