Yiannis Kouros

Também conhecido como O Deus da Corrida ou o Fidípides Moderno, Yiannis Kouros é um ultra-maratonista de 61 anos que, garantem os especialistas da modalidade, já correu a distância que dista da Terra à Lua. Razão pela qual é hoje em dia reconhecido como o maior ultra-maratonista de todos os tempos!

O último epíteto foi atribuído a Yiannis Kouros pelo site Ultrarunnig History, suportado no facto do grego ter já conseguido derrubar, ao longo da carreira, mais de 160 recordes mundiais, tanto em estrada como em pista, em distâncias que vão das 100 às 1000 milhas, dos 160 aos 1.609 quilómetros – todos eles, diga-se, ainda hoje por bater!

De resto, é um dos rivais do grego na Ultra-maratona, o canadiano Trishal Cherns, quem afirma: «Na Ultra-maratona há a elite, há os atletas de classe mundial e, depois, há o Yiannis!»

LEIA TAMBÉM
Pela primeira vez uma mulher venceu a Big Backyard Ultra

Mas, afinal, quem é Yiannis Kouros?

Yiannis Kouros nasceu em Tripolis, localidade na província grega de Arcádia, no dia 13 de Fevereiro de 1956.

Nascido no seio de uma família pobre e de disciplina rígida, o jovem Yiannis teve uma infância difícil, tendo começado a trabalhar logo aos cinco anos, de forma a contribuir para o orçamento familiar.

Apesar da infância difícil e ter começado cedo a trabalhar, Yiannis Kouros apaixonou-se pela corrida ainda na adolescência, tendo mesmo sido campeão júnior nos 3.000 e 5.000 metros
Apesar da infância difícil e ter começado cedo a trabalhar, Yiannis Kouros apaixonou-se pela corrida ainda na adolescência, tendo mesmo sido campeão júnior nos 3.000 e 5.000 metros

Quanto à corrida, só entrou de forma sistemática na vida de Yiannis aos 16 anos, sendo que também não demorou muito para que o grego se dedicasse preferencialmente às longas distâncias. Neste caso, culpa igualmente do seu treinador de então, que o acusava de ser «demasiado lento».

A paixão pela poesia e pela música

Moldado por uma infância difícil, que não só o endureceu, mas também o tornou particularmente disciplinado, Yiannis Kouros acabou por desenvolver igualmente outras paixões e talentos, tão ou mais surpreendentes que a corrida.

LEIA TAMBÉM
Dylan Van der Hock: da venda de frutos secos à dupla medalha de ouro

Uma dessas paixões foi a poesia, sendo que, até hoje, o grego já escreveu mais de 1.000 poemas.

Ao mesmo tempo, envolveu-se igualmente na música e no cinema – foi, aliás, o escolhido para interpretar o papel daquele que é uma das suas referências, o Pai da Maratona, Fidípedes, no filme “A História da Maratona – A Viagem de um Herói”.

Fidípedes, o herói grego que, reza a lenda, terá sido também o Pai da Maratona, é uma das referências do novo herói grego das ultra-distâncias, Yianni Kouros
Fidípedes, o herói grego que, reza a lenda, terá sido também o Pai da Maratona, é uma das referências do novo herói grego das ultra-distâncias, Yianni Kouros

A par destes interesses, o jovem Kouros dedicou-se ainda ao estudo do bizantino e da música europeia, ao mesmo tempo que começou a cantar.

Quatro discos já gravados

Graças a esta dedicação, Yiannis Kouros acabou por gravar quatro discos, dois instrumentais e dois com voz, para os quais escreveu não só as letras, mas também a música.

Segundo o próprio, a inspiração veio de heróis gregos como o Rei Leónidas ou herói da revolução grega, Theodoros Kolokotronis.

LEIA TAMBÉM
Diogo Simão: «No Ultra endurance, o rácio é 35% físico e 65% mental»

No entanto, e juntamente com a veia criativa, também os sucessos na corrida acabaram por aparecer, como veremos na quarta-feira…