Uma das histórias mais marcantes da tragédia da Ultramaratona chinesa que vitimou 21 pessoas é a de Zhang Xiaotao, o único de seis sobreviventes que lideravam a prova. Tudo devido a um pastor.

Corredor de longa distância, Zhang Xiaotao era um dos seis líderes da prova até o momento da tragédia, quando a temperatura mudou por completo e acabou por causar 21 mortes, a maioria por hipotermia.

LEIA TAMBÉM
Tragédia na China: morreram 21 corredores numa prova de Trail

Ainda em recuperação física e psicológica, Zhang Xiaotao revelou que sobreviveu após ser encontrado inconsciente por um pastor.

«Acionei o SOS do meu GPS e desmaiei», escreveu Zhang na rede social Weibo, uma espécie de Twitter na China. «Fiquei inconsciente durante cerca de 2h30 até um pastor passar por mim. Ele carregou-me até uma caverna, fez uma fogueira e cobriu-me com um edredão. Acordei cerca de uma hora depois.»

Zhang Xiaotao admite que sobreviveu a catástrofe devido ao gesto do pastor.

«Sem ele, ainda estaria lá. Nunca vou esquecer a vida nova que ele me ofereceu.»

Recorde-se que, dos 172 participantes na Ultramaratona chinesa, que se realizava na reserva natural da Floresta de Pedra do Rio Amarelo, perto da cidade de Baiyin, na província de Gansu, sobreviveram 151 atletas, naquela que foi a prova de Ultra Trail mais mortífera de sempre..