Trail 2019

Depois de um primeiro artigo publicado na passada terça-feira, regressamos ao tema do Trail e das provas em terrenos montanhosos. Onde, a par da resistência e capacidade física, é igualmente importante conhecer algumas recomendações, para a obtenção dos melhores resultados. Eis as últimas cinco dicas.

Embora a maior parte dos corredores anónimos comece, de uma forma geral, pelo alcatrão, não são tão poucos assim aqueles que, desafiados por amigos ou até mesmo por mera curiosidade, acabam experimentando o Trail. Descobrindo, então e nesse momento, que correr em terra, sobre pedras, ervas ou lama, é muito diferente daquilo a que estão habituados!

Trail 2019
Com vários níveis de exigência, as provas de Trail obrigam os atletas a enfrentar todo o tipo de dificuldades

Apesar da beleza das paisagens que o Trail oferece, ou até mesmo da camaradagem que é tradicionalmente mais fácil de encontrar nesta especialidade – quantas vezes já não o testemunhámos!… -, a verdade é que correr por montes e vales, ou até mesmo em montanha, implica não somente um conhecimento mais específico, como também um outro tipo de equipamento e preparação.

É, de resto, com esta consciência e certeza, que aqui te deixamos mais cinco dicas, sobre a forma como deves abordar as tuas aventuras no Trail

1. Sapatilhas de estrada não são para Trail; opta pelo equipamento correcto!

Mesmo que se trate de uma primeira experiência e ainda não saibas se vais querer repetir, não descuides o equipamento adequado e, em particular, as sapatilhas. Isto porque a maioria das sapatilhas utilizadas em estrada, não são adequadas para Trail, uma vez que não garantem tracção e apoio suficientes, podendo mesmo levar-te a escorregar e cair! Como tal, não deixes de investir numas sapatilhas específicas, mesmo que mais baratas. Sendo que, terminada a prova, é igualmente importante que as limpes, nomeadamente, com água e uma escova de cerdas duras, enxugando-as em seguida, por exemplo, com papel de jornal; mas nunca, mas mesmo nunca, com recurso a uma fonte de calor. A qual pode não só deformá-las, como até mesmo puxar-lhes fogo!

VEJA TAMBÉM:
Trail: eis as melhores dicas para teres sucesso

2. Sapatilhas de Trail são importantes; mas os acessórios, também

Embora as sapatilhas de Trail sejam, sem dúvida, o elemento obrigatório em que terás de investir, a partir do momento em que decidas avançar para esta variante, existem alguns acessórios que não o são menos. Mesmo que a sua utilização, ou (suposta) obrigatoriedade, dependa sempre da distância em questão, do trajecto, da hora em que a prova se realiza, e até da altura do ano! Assim, imprescindível em qualquer prova, até mesmo de estrada, é, sem dúvida, o protector solar. Sendo que, em trails com traçados mais agrestes, é conveniente igualmente umas meias (compressoras ou não…) altas, ou até mesmo umas mangas, para que fiques protegido dos arranhões e feridas. Também nesse tipo de percursos, com subidas íngremes, de terra solta ou lama, e por vezes de quase escalada, umas luvas adequadas, para te agarrares à vegetação, ou até mesmo bastões, poderão mostrar-se imprescindíveis. Finalmente, nunca te esqueças de levar contigo um abastecimento de água – ou outros líquidos… – e algo sólido – fruta, marmelada energética, etc… -, para ires repondo as energias…

Trail 2019
Um dos atrativos do Trail são as paisagens fantásticas que proporciona

3. Seja em treino, seja em prova, nunca desvalorizes a importância da hidratação

 Embora esta seja uma dica já referida no ponto anterior, a verdade é que nunca é demais referi-lo: a hidratação é um aspecto fundamental em qualquer atleta! Nunca te esqueças que o esforço físico provoca perdas enormes de líquidos no organismo, sem os quais este acaba por entrar em falência. Como tal e até porque um treino de uma hora, pode resultar em duas ou três – ou mais!… -, nunca saias de casa sem um abastecimento de água ou líquidos energéticos. Até porque não faltam soluções para que os possas transportar convenientemente e sem dificuldades de maior – seja dentro de uma garrafa, na mão ou fixada no cinto, ou então com recurso às cada vez mais disseminadas mochilas com bolsa para líquidos – há de todos os preços, são fáceis de transportar… e garantem que, a meio da prova, não caias para o lado, por desidratação!

4. O Trail não é correr em estrada; portanto, não compares!

Já aqui o dissemos por diversas vezes – já sabemos, somos chatos, mas… preocupamo-nos contigo! – e voltamos a afirmá-lo: correr na Natureza e, nomeadamente, por trajectos de montanha, não é mesmo que correr em estrada ou nos passeios das nossas localidades. Como tal, não vale a pena estares a comparar resultados feitos numa prova de Trail, com os últimos tempos obtidos em estrada. Especialmente nas primeiras incursões fora de estrada, é natural e expectável que demores o dobro do tempo a fazer a mesma distância que fazes no alcatrão. Como tal, concentra-te, sim, mas em encontrar o teu ritmo de Trail, procurando evoluir, e verás que não demorará muito para que, nos trajectos onde inicialmente só conseguias andar, passes a correr veloz e ágil!…

Trail 2019
Além das paisagens deslumbrantes, o Trail também é, não raras vezes, um momento de superação para os atletas

5. Se estás a começar no Trail, não apostes na distância; aposta no tempo!

Especialmente quando estás a começar a fazer Trail, é o tempo, e não a distância, que verdadeiramente importa. Isto porque, ao início, o teu desempenho será, sempre e forçosamente, mais lento do que em estrada. Motivo pelo qual, o melhor mesmo, é que estipules um tempo de treino, com partida e final no mesmo local, para que seja mais fácil e seguro determinares a tua evolução.

VEJA TAMBÉM:
Diogo Simão terminou o Tor des Glaciers após 182 horas a correr

Apetrechado com as dicas que te fomos dando ao longo destes dois dias, podes agora partir, de forma mais segura e consciente, para a aventura do Trail. Com a certeza de que, se respeitares estas indicações, descobrirás nesta modalidade uma nova fonte de prazer a correr…