Pela primira vez, uma mulher ganhou a Big Backyard Ultra, concretamente a norte-americana Maggie Guterl, que, em 60 horas, correu 402,3 km.

Criada pelo mítico Gary Cantrell, conhecido por todos como Lazarus Lake, a Big Backyard Ultra é a prova mãe de uma corrida que parece ser já uma “franquia”. Por exemplo, no sábado, teremos em Espanha a estreia deste curioso evento no país vizinho.

Muito resumidamente, na Backyard, os corredores têm uma hora para completar um circuito de 6,7 km. Se terminarem antes, cada atleta gere o seu esfoço do melhor modo. No entanto, na hora seguinte, todos começam a volta do mesmo ponto.

LEIA TAMBÉM
Espanha estreia prova onde o vencedor é o último a cair

O vencedor é quem consegue completar mais voltas ao percurso. Todavia, após o penúltimo atleta desistir, o último é obrigado a terminar a volta, caso contrário não há vencedores.

Maggie Guterl foi mais forte do que qualquer homem na Big Backyard Ultra

Este ano, a mais forte foi Guterl, que teve em Will Hayward, de Hong Kong, o seu principal adversário. Nas últimas quarto voltas, apenas restaram os dois, com o asiático a ceder durante a 60.ª volta, volta que Guterl concluiu, caso contrário não seria considerada a vencedora.

A marca da norte-americana é a quarta de sempre da prova, o que demonstra o nível da sua corrida, que fez com que fosse a primeira mulher a ganhar a Big Backyard Ultra.

Em 2018, Guterl foi a terceira colocada, com 295 km (183,334 milhas), atrás de Courtney Dauwalter (67 voltas) e Johan Steene (68 voltas), que registaram o recorde na distância.

No entanto, este ano vingou-se e, em 60 horas, correu… 402,3 km, sendo mais forte do que qualquer homem em prova.

Como era de esperar, a norte-americana recebu inúmeras mensages de parabéns, inclusive do mentor Lazarus Lake, criador, por exemplo, da Barkley Marathon, com apenas 18 atletas a concluir a corrida em mais de 30 anos de provas.