Espanha, mas também o Mundo do Trail, chora estes dias a morte de Emma Roca, uma das pioneiras da modalidade no país vizinho e ainda em outros desportos, como duatlo, triatlo, mountain bike ou esqui de montanha, por exemplo.

Devido a um cancro, Emma Roca faleceu aos 47 anos. No sue curriculum, dois terceiros lugares no Ultra Trail de Mont Blanc (2012 e 2013) e um segundo lugar na Marathon des Sables (2011), além de outras participações em grandes eventos.

LEIA TAMBÉM
Luís Oliveira: «Nós, atletas, temos que ser responsáveis (…) A vida não é um jogo»

Referência no Trail espanhol e mundial desde os anos 90, Roca foi diagnosticada com um raro cancro em 2020, doença que acabou por ditar a sua morte, que foi lamentada um pouco em todo o lado, como por Kilian Jornet.

«É difícil dizer adeus a Emma Roca, uma referência para tantos, uma mulher que exalava energia por todos os lados (…) A nossa geração deve-lhe muito, Emma».