Corrida montanha

A contrário do que alguns corredores julgam, correr em superfícies e pisos montanhosos não é o mesmo que correr em alcatrão. Desde logo, porque implica conhecer alguns conceitos e princípios fundamentais para desfrutar do prazer da corrida em montanha. Revelamos-te, para já, cinco importantes dicas que deves ter em consideração… com a promessa das restantes cinco já na próxima quinta-feira.

Modalidade distinta da Corrida em Estrada, o Trail tem hoje um número cada vez maior de adeptos, atraídos não apenas por um (quase sempre) maior espírito de camaradagem e entreajuda entre os atletas, como também pela beleza inerente ao meio em que se realiza. Já para não falar no tipo muito específico de dificuldades que coloca.

Corrida montanha
Correr em montanha não é o mesmo que correr em alcatrão; implica mais preparação, cuidados, embora com a certeza de que o prazer será ainda maior!

No entanto, fazer Trail, por exemplo, em circuitos de montanha exige o conhecimento de alguns princípios e práticas de forma a não só obter os melhores resultados, mas, também, prevenir algumas lesões – ou surpresas! – específicas desta prática.

Assim, deixamos-te aqui cinco dicas que deverás ter em conta no momento em que pensares em lançar-te na aventura que é o Trail. Com a certeza de que, se as cumprires, tirarás muito mais prazer desta modalidade, que facilmente encanta qualquer corredor!

1. Se queres correr em montanha, adapta a tua preparação

Ao contrário do que muitos corredores pensam, ou só descobrem depois de participar na sua primeira prova de Trail, correr fora de estrada e, nomeadamente, por trilhos montanhosos, implica um esforço físico muito maior do que no alcatrão. Razão pela qual é conveniente que, uma vez tomada a decisão de correr na Natureza, incluas no teu plano de treino semanal um ou dois treinos de reforço muscular. Até para que, depois, as lesões não te apoquentem!

LEIA TAMBÉM:
Os 15 conselhos do novo campeão do Mundo de Trail

2. Trail não é o mesmo do que correr no alcatrão; até no tipo de passada!

Correr em montanha não é o mesmo que correr em alcatrão. Motivo pelo qual, sempre que enveredares pelo Trail, deves ter presente que a abordagem, tanto ao trajecto como ao piso, tem de ser necessariamente diferente.
Assim, e sempre que tiveres pela frente, na montanha, uma subida mais íngreme, opta por passos mais curtos e rápidos, ao mesmo tempo que utilizas os braços na ajuda à impulsão. Caso o terreno seja muito técnico, não tenhas problemas em reduzir a velocidade e até caminhar, se necessário, utilizando igualmente as mãos (com luvas!) para te agarrares à natureza em redor. Já nas descidas, nunca te deixes levar pela gravidade, estejas ou não cansado, mas mantém sempre tensa a passada, de forma a estares sempre no controlo a descida.

Correr em montanha recomenda um conhecimento antecipado dos trilhos, pisos e, já agora, companhia
Correr em montanha recomenda um conhecimento antecipado dos trilhos, pisos e, já agora, companhia

3. Informa-te antecipadamente sobre o local onde vais treinar

Porque o desconhecimento traz, não raras vezes, más surpresas, escolhe bem o local e o percurso para onde estás a pensar ir correr. Hoje em dia, com a Internet, é fácil teres um conhecimento antecipado dos locais onde vais treinar ou correr, o estado do piso, o nível de dificuldade, a possibilidade de abastecimento ou até mesmo os animais que podes encontrar. Como tal, não facilites!

4. Se fores para um local pela primeira vez, vai preparado!

Porque o Trail é também a descoberta sucessiva de novos locais e paisagens, não raras vezes em áreas particularmente isolados, o melhor mesmo é que, pelo menos na primeira vez em que correres num sítio que para ti é novo, vás com um companheiro de corridas. Ou então, e caso não consigas desafiar alguém, pelo menos avises uma pessoa próxima do local para onde vais e a que horas pensas regressar. Nesse caso, obrigatório é também levares um telemóvel com a bateria totalmente carregada e, já agora, água e pelo menos uma barra energética.

Apesar da beleza das paisagens, correr em montanha exige uma atenção permanente ao piso e a possíveis armadilhas que estejam no caminho
Apesar da beleza das paisagens, correr em montanha exige uma atenção permanente ao piso e a possíveis armadilhas que estejam no caminho

5. Tem atenção onde pisas

Uma vez no local que escolheste para o teu treino, é importante que mantenhas sempre os sentidos atentos, com uma atenção especial ao piso. Lembra-te que, ao contrário do alcatrão, a corrida por trilhos de montanha e em floresta é feita de todo o tipo de obstáculos, alguns dos quais imperceptíveis ao primeiro olhar. Portanto… atenção permanente!

Não ficamos por aqui!

Percebeste todas as indicações? Então, assimila-as, memoriza-as, porque, garantidamente, vão ajudar-te no momento em que decidires correr num qualquer trajecto de montanha.

Tal como, aliás, as restantes cinco, que prometemos desde já dar-te na segunda parte deste guia, a publicar na próxima quinta-feira