Como é tradicional, a Maratona de Roterdão ficou marcada pela chegada do último classificado da prova, que recebe uma autêntica ovação do público.

Em Roterdão, podemos dizer, chegar em último tem mais valor que ser o primeiro. Foi o que aconteceu com Bert Ruigrok, que, após cerca de 6h35, finalizou a Maratona de Roterdão.

Como podemos ver nos vídeos abaixo, o apoio do público é algo realmente impressionante, um apoio que nem o primeiro colocado recebe.

«Estava exausto, mas o apoio nos últimos 300 metros fez-me terminar a prova», confessou Bert Ruigrok .

Recorde-se que, este ano, a Maratona de Roterdão ficou marcada pelo tempo de Bashir Abdi, que alcançou o novo recorde da Europa (leia aqui).

Último colocado, Bert Ruigrok tirou uma foto com o primeiro colocado da Maratona de Roterdão, o belga Bashir Abdi
Último colocado, Bert Ruigrok tirou uma foto com o primeiro colocado da Maratona de Roterdão, o belga Bashir Abdi