A primeira prova pós-confinamento em Barcelona realizou-se no domingo. No total, 111 atletas, com o triunfo a ser de Josep Díaz Carretero e Nerea Costal.

Com os tempos de 5m02 e 5m48, Josep Díaz Carretero, atleta e membro da Penya Runners Espanyol, e Nerea Costal alcançaram os triunfos naquela que foi a primeira prova em Barcelona pós-confinamento, concretamente a Milla de Sant Pau.

Num circuito homologado de 800 metros, localizado no exterior do Hospital de Sant Pau, a prova ficou marcada pela alta temperatura (28 graus Celsius) e a humidade (64%), o que justifica os tempos.

Mas também devido aos cuidados verificados pelos organizadores, que deverão ser a nova normalidade nas provas:

  • 111 corredores
  • controlo da temperatura
  • círculos de segurança desenhados na saída
  • blocos de saída de cinco segundos
  • dois corredores de cada vez na partida
  • seis voltas ao circuito, sendo contabilizados os dois melhores

Josep Díaz Carretero alcançou na segunda e terceira voltas os seus melhores tempos, de 2m27 e 2m35, respetivamente, totalizando un total de 5m02 no conjunto da prova. Atrás ficou Reyes Estévez, três vezes atleta olímpico nos 1.500 metros e medalha de bronze nos Mundiais de Atenas e Sevilha, com 2m30 e 2m33 nas quinta e sexta voltas, totalizando 5m03.

LEIA TAMBÉM
João Paulo Félix pretende correr 1250 km em 25 dias consecutivos

No feminino, Nerea Costal superou a favorita Anna Bové. Costal registou 2m53 e 2m55 nas suas duas primeiras voltas, enquanto Bové registou 2m50 e 2m59 nas segunda e terceira voltas (5m49).

Este evento serviu para outros organizadores analisarem o que podem fazer nas suas respetivas provas pós-confinamento em Barcelona, retirando ilações que devem ser seguidas um pouco em Espanha e em todo o mundo. De referir que os organizadores da Milla de Sant Pau de Barcelona ficaram bastante satisfeitos com o comportamento dos atletas, uma boa notícia para o Atletismo em geral.