Mo Farah, que recentemente registou o recorde mundial da Hora, falhou o seu objetivo ao não conseguir alcançar na Meia de Antrim Coast o recorde da Grã-Bretanha, apesar do triunfo na prova.

Mo Farah tinha como principal objetivo na Meia-maratona de Antrim Coast superar o recorde do seu país, recorde da Grã-Bretanha que está precisamente na sua posse: 59m32, em Lisboa 2015 (recorde-se que o recorde do mundo da distância, 58m01, é de Geoffrey Kamworor, alcançado em 2019).

No entanto, e talvez cansado depois de, na passada semana, ter alcançado o recorde da Hora (leia aqui), Mo Farah não conseguiu nem um, muito menos o outro, terminando a prova em 60m27.

LEIA TAMBÉM
Tommy Hughes regista um novo recorde do mundo da Meia-maratona no escalão M60

Atrás ficaram Marc Scott (mais 12 segundos, na sua estreia na distância) e Ben Connor (mais 16 segundos, na sua melhor marca pessoal). Na quarta posição ficou Stephen Scullion, que, com 61m08, estabeleceu o novo recorde da Irlanda do Norte.

Apesar de não ter alcançado os recordes, Mo Farah demonstrou mais uma vez o seu brilhantismo, mantendo uma acessa luta pela vitória, que foi decidida no quilómetro final, quando o britânico sprintou para a vitória, registando o recorde da prova.

Na prova feminina, o triunfo foi para Lily Partridge, com 71m36, cerca de 20 segundos a menos que Sam Harrison.