A Meia-maratona de Fermín, em Pamplona, será a primeira Meia pós-confinamento na Península Ibérica, já que será realizada a 9 de agosto. As inscrições serão abertas a 6 de julho e há apenas 1000 dorsais para o evento.

Devido às imposições do Governo de Navarra, a Meia-maratona de Fermín terá de reduzir o número de inscritos em 50% comparativamente com o ano passado.

Além da Meia-maratona, teremos ainda provas de 10 km e 5 km. Devido ao momento que estamos a atravessar, a organização decidiu alterar o percurso, com a partida e a meta localizadas no mesmo local, concretamente na zona do Bosquecillo, à frente da Igreja de San Lorenzo, onde é possível, por exemplo, ver a imagem e as relíquias de San Fermín.

LEIA TAMBÉM
Maratona de Munique pretende reduzir prova de 42,195 km para 30 km

De referir que esta Meia-maratona em Pamplona é bastante especial, já que exige, na sua parte final, um grande esforço do corredor, já que a prova termina com duas grandes subidas, principalmente a última, de Santo Domingo.

As inscrições para as provas começam a 6 de julho. Os organizadores acreditam que as corridas não serão canceladas, garantindo, no entanto, a devolução do dinheiro se tal acontecer ou, caso seja desejo do corredor, adiar a sua inscrição para 2021.

Uma das curiosidades desta Meia-maratona de Fermín, em Pamplona, é que os vencedores levam para casa o seu peso em… azeite! Os organizadores revelam ainda que haverá lebres nos 10 km e na Meia-maratona.