O veterano John Kipkorir Komen, de 42 anos, foi o grande vencedor da Maratona de Atenas, uma das provas que qualquer atleta sonha em vencer, já que é considerado o berço da distância.

Komen cruzou a meta da Maratona de Atenas com o tempo de 2h15m34 e superou Felicien Muhitira, com 24 anos, que liderou a prova desde o início, sendo ultrapassado apenas nos 600 metros finais. O atleta do Ruanda terminou 9 segundos atrás do queniano.

Nota ainda para o terceiro colocado, Costas Gelaouzos, da Grécia, com 2h19m02. Um resultado que acabou por coroar um grande dia para os atletas locais, já que a vencedora da prova feminina foi a compatriota Eleftheria Petroulaki, com 2h45m50, 35.ª colocada da classificação geral.

LEIA TAMBÉM
Hannah Gavios: da tentativa de estupro para a Maratona de Nova Iorque

De referir ainda que os atletas quenianos, na prova masculina, venceram a prova 16 vezes desde 2001, o que voltou a acontecer este domingo, que recebeu o seu recorde de inscritos: no total, estiveram 20041 corredores na linha de partida, localizada em Maratona, próximo do local onde os atenienses e os seus aliados derrotaram os persas em 490 A.C.

Segundo a lenda, após chegar a Atenas para comunicar o triunfo, o mensageiro que percorreu a distância entre Maratona e a capital grega acabou por morrer por fadiga após percorrer os 42,195 km. No entanto, o seu esforço acabou por ditar uma das provas mais emblemáticas do desporto mundial.

Como é habitual, a Maratona de Atenas terminou no Panathenaic Stadium, palco dos primeiros Jogos Olímpicos Modernos, em 1896. O primeiro campeão olímpico da Maratona foi o grego Spiridon Louis, que era carregador de água.

Seja devido a sua lenda, seja devido ao seu término, a Maratona de Atenas é uma das maratonas que todo corredor deseja, pelo menos uma vez, correr na sua vida. Não fosse ela o berço da distância, dos seus mítcos 42.195 km…