O queniano Geoffrey Kamworor foi o grande vencedor deste ano da Maratona de Nova Iorque. A desilusão foi o vencedor de 2018, Lelisa Desisa, que abandonou a prova.

Em 2017, vitória de Geoffrey Kamworor (2h10m53); em 2018, triunfo de Lelisa Desisa (2h05m59). Este era o principal duelo deste ano da Maratona de Nova Iorque, um confronto que durou apenas 11 quilómetros, já que o etíope acabou por abandonar a prova.

Kamworor aproveitou a oportunidade, manteve o seu ritmo juntamente com outros rivais e, no km 38, aumentou o seu ritmo para vencer a Maratona de Nova Iorque com o tempo de 2h08m13, o que significou a dobradinha do Quénia na corrida, fruto do triunfo de Joyciline Jepkosgei na prova feminina.

No segundo lugar ficou o compatriota Albert Korir (2h08m36), vencedor, este ano, das Maratonas de Houston, em janeiro, e de Ottawa, em maio. O último lugar do pódio foi alcançado pelo etíope Girma Bekele Gebre, com 2h08m38.

LEIA TAMBÉM
Dois atletas andam à pancada na Meia-Maratona de Valência e um acaba no hospital
Na hora de comprar os ténis é fundamental saber o seu pace

O melhor norte-americano foi Jared Ward, sexton pelo Segundo ano consecutivo, com o registo de 2h10m45.

Apesar do triunfo, Kamworor, que foi terceiro no ano passado, não superou o melhor tempo da Maratona de Nova Iorque, ainda na posse do compatriota Geoffrey Mutai, 2h05m06 (2011).

De referir que esta foi a última Major (evento que reúne as seis principais maratonas do mundo. Além de Nova Iorque, temos Chicago, Boston, Londres, Tóquio e Berlim) do ano. Agora, a mente de todos os corredores estarão com o foco numa única competição, os Jogos Olímpicos de Tóquio, no ano que vem.