País onde a corrida é quase uma religião e do qual provêm marcas verdadeiramente impressionantes, o Japão voltou a demonstrar no passado fim de semana as razões de ser considerado um dos principais bastiões desta modalidade. Desta feita, mercê de um Campeonato Nacional de Meia-maratona para Equipas Profissionais que se saldou com um total de 185 atletas com marcas abaixo dos 67 minutos. E com um recorde do mundo…

Realizado em Yamaguchi, o Campeonato Nacional de Meia-maratona do Japão para Equipas Profissionais teve como grande vencedor o queniano residente no Japão Patrick Mathenge Wambui, o qual cumpriu os 21,1 km em 60m12, sinónimo de um pace de 2m51/km.

Com esta marca, Wambui acabou superando o segundo classificado, o japonês Takashi Ichida, em apenas sete segundos. Isto ao mesmo tempo que o terceiro lugar ficou na mão de outro queniano residente no Japão, Berard Kimani, com o tempo de 60m30.

LEIA TAMBÉM
Com 9 anos, Sara Meloni corre os 5k em 17m01

No entanto, e se os tempos dos três primeiros foram mais do que interessantes, o mesmo se pode dizer das marcas feitas nesta Meia-maratona no Japão por todos os classificados nos primeiros 158 lugares!

A demonstrá-lo está o fato dos primeiros 26 terem feito tempos abaixo dos 62 minutos, 65 terem feito menos de 63 mintos, 105 terem ficado abaixo dos 64 minutos, 133 não terem ultrapassado os 65 minutos, 162 terem feito menos de 66 minutos e 185 terem passado a linha de meta com tempos abaixo dos 67 minutos. Sendo que até mesmo no caso destes últimos impressiona terem conseguido médias abaixo dos 3m10/km!

Satoshi Emoto, de vermelho, a passar a meta

E se ainda assim o leitor não está surpreendido com todo este conjunto de tempos, então citamos-lhe o caso de Satoshi Emoto, um japonês de 48 anos que, após qualificar-se para a prova, acabou correndo a Meia-maratona em 66 minutos e 28 segundos. Marca que constitui o melhor tempo já feito na distância por um atleta com 48 ou mais anos.

Com este tempo, Emoto superou, por um segundo, a marca de Martin Rees (66m29) ao correr a distância a uma média de 3m09/km.