O dia de domingo para o etíope Derara Hurisa vai ficar na sua memória para sempre, já que venceu a Maratona de Viena, mas foi desqualificado devido aos seus ténis, o que fez com que perdesse 10 mil euros…

Derara Hurisa terminou na primeira posição a Maratona de Viena com o tempo de 2h09m22. No entanto, pouco depois, o etíope foi desqualificado, o que fez com que Leonard Langat, do Quénia, terminasse a prova como vencedor, fruto do seu tempo, 2h09m25. Nas posições seguintes ficaram o etíope Betesfa Getahun, com 2h09m42, e Edwin Kosgei, também do Quénia, com 2h10m10.

Os tempos de Leonard Langat, que roubou o triunfo de Derara Hurisa
Os tempos de Leonard Langat, que roubou o triunfo de Derara Hurisa

A desqualificação de Derara Hurisa ocorreu devido aos seus ténis, já que apresentava um drop superior a 40 mm, o que não é permitido pelas novas regras da World Athletic. O etíope estava a correr um Adidas Adizero Prime X, que apresenta um drop de 50 mm.

LEIA TAMBÉM
Recordes do mundo nos 5K e 10K femininos na Alemanha

Ou seja, houve aqui um duplo erro, já que o etíope correu com umas sapatilhas que não são permitidas na Maratona, além da própria organização da Maratona de Viena permitir a utilização dos ténis (antes das provas, os organizadores devem confirmar se o material desportivo da elite está de acordo com as normas da World Athletic).

«Sentimos muito, mas a desqualificação é uma decisão necessária», afirmou o responsável da corrida, Hannes Langer.

A próxima Maratona de Viena está agendada para 24 de abril de 2022.