Maratona de Barcelona 2019

Afinal, Barcelona está cansada não só de turistas… mas também de corridas populares. Numa altura em que a Cidade Condal conta já com cerca de quatro dezenas de provas do género, o município avisa: «Chega!»

A decisão, tomada pela Câmara de Barcelona, foi recentemente anunciada: não serão dadas mais autorizações para corridas populares que se realizem nas ruas da cidade enquanto o atual número não for reduzido.

No entender do Ayuntamiento, 40 corridas do género é o limite que a cidade comporta, pelo que, à partida, a autarquia não concederá mais autorizações.

LEIA TAMBÉM
Maratona e Meia-maratona de Barcelona distinguidas com o máximo nível da Associação Europeia de Atletismo

A tomada de posição de Barcelona foi divulgada através do portal TOTBarcelona, o qual deu voz ao responsável máximo da autarquia para o Desporto, David Escudé.

«O calendário das corridas populares e desportivas na cidade de Barcelona está demasiado preenchido», afirmou David Escudé.

Impacto na vida dos bairros é o motivo

Segundo as mesmas fontes, são já cerca de 40 as provas, populares, mediáticas e com a participação de milhares de corredores, que se realizam na Cidade Condal, indo desde a Maratona de Barcelona até à Cursa de la Mercê ou à Corrida da Mulher.

Só a edição de 2019 da Cursa de la Mercê contou com 12 mil participantes que encheram as ruas por onde a corrida passou
Só a edição de 2019 da Cursa de la Mercê contou com 12 mil participantes que encheram as ruas por onde a corrida passou

Consequência deste número, hoje em dia, são já poucos os fins-de-semana em que não exista uma corrida popular na cidade.

A decisão agora tomada resulta do impacto e as respetivas multidões que estas provas arrastam e que têm nos diferentes bairros da cidade onde se realizam. Os quais acabam ficando bloqueados na sua vida normal, sempre que uma prova acontece.

LEIA TAMBÉM
Rosa Mota? Aos 61 anos, continua a correr… e a vencer!

A autarquia de Barcelona aponta ainda as repercussões negativas que estas provas têm no normal funcionamento dos serviços públicos.

Bairros aprovam medida

Embora alguns corredores possam ver com maus olhos esta medida, os media catalães garantem que a decisão foi bem recebida pelos residentes dos bairros habitualmente mais afectados.

Verdadeiro momento de convívio, a última Corrida da Mulher em Barcelona levou às ruas da Cidade Condal 36 mil participantes
Verdadeiro momento de convívio, a última Corrida da Mulher em Barcelona levou às ruas da Cidade Condal 36 mil participantes

Residentes que, inclusivamente, defendem mudanças naqueles que são, tradicionalmente, os locais de partida e chegada das corridas. Como é o caso, refere o site Soy Corredor, da Avenida de Maria Cristina.

No entanto e para nós, portugueses, a maior questão é: numa altura em que também em Portugal já se fala no excesso de provas populares, poderão cidades como Lisboa vir a seguir o mesmo caminho?…