Tendo a Barkley Marathons como exemplo, em Espanha acaba de ser criada uma prova que pretende replicar as caraterísticas da famosa Ultramaratona norte-americana na Península Ibérica. O seu nome? The Bandit.

Replicada pela primeira vez na Europa com a realização da Chartreusse Terminorum, em França, há três anos, a famosa Barkley Marathons regressa agora ao Velho Continente pela mão de um catalão, concretamente Marc Fernández, que, na região espanhola de Tarragona, decidiu realizar uma prova com o mesmo formato da Utramaratona norte-americana, mas a que chamou, sugestivamente, The Bandit.

LEIA TAMBÉM
Coronavírus leva ao cancelamento até da Barkley Marathons 2020

«Não se trata de copiar totalmente [a Barkley Marathons], mas sim adaptar aquilo de que mais gostamos [na prova norte-americana] e, ao mesmo tempo, introduzir algumas ideias próprias», explica Marc Fernández ao site Carreras por Montaña.

Desta forma, a The Bandit inspirar-se-á não numa fuga da prisão, como acontece com a Barkley Marathons, mas antes no trajeto de um fora-da-lei, Pere Joan Barceló, que existiu há mais de 300 anos e que ficou para história com a alcunha de Carrasclet.

Recordando que está em contato com Gary Cantrel, o fundador da Barkley Marathons, que conhece todo o projeto «a fundo», o catalão salienta que já tinha «a ideia de lançar esta prova há muito tempo. Agora, com a grande maioria das provas canceladas, pareceu-me o momento certo. A pandemia de COVID-19 obrigou-nos a organizar provas com poucas pessoas, tanto participantes como voluntários, o que se enquadra na perfeição na The Bandit».

A Barkley Marathons, assim como as suas características muito específicas, serviram de inspiração para a The Bandit
A Barkley Marathons, assim como as suas características muito específicas, serviram de inspiração para a The Bandit

Um processo de inscrição nada convencional

De resto, e ainda segundo Marc Fernández, também nesta Ultramaratona teremos um processo de inscrição pouco ou nada de convencional.

Desde logo, porque os candidatos, 30 no total, tiveram de seguir uma série de pistas de forma a encontrarem um endereço de correio eletrónico para onde podiam enviar a sua candidatura.

Entretanto, e até ao momento, foram já entregues 30 dorsais, sendo que, em espera, continuam mais alguns candidatos, os quais têm ainda de responder a questões colocadas pelo diretor da prova.

«A sensação que tenho é que os atletas gostaram muito da ideia, até porque se trata de algo pioneiro em Espanha. A ideia com que fico é que os atletas estão cansados de fazer sempre o mesmo tipo de provas e estão desejosos de novos estímulos, o que também fez com que muitos candidatos tenham ficado de fora.»

LEIA TAMBÉM
Um curto documentário explica o fascínio e a dureza da Barkley Marathons

Local exato da The Bandit ainda por definir

Outra curiosidade é o facto de não se saber ainda o lugar exato onde decorrerá a primeira edição da The Bandit, embore tudo aponte para que venha a ser na zona da Sierra de Llabería, local onde Carrasclet se escondia.

«Uma semana antes da data partilharei o ponto exato onde será a partida. Para já, o que posso adiantar é que não haverá loops, como na Barkley Marathons, mas apenas cinco setores distintos», afirma o diretor da nova prova espanhola.

Ao longo de cada um destes setores, com «cerca de 30 quilómetros muito duros e com muito desnível», os corredores terão uma dezena de livros, recorrendo apenas e só ao mapa (que será entregue apenas 15 minutos antes da partida para cada setor) e à bússola, para que possam arrancar, em cada um deles, a página correspondente ao número do seu dorsal. Equipamentos de GPS estão proibidos.

LEIA TAMBÉM
Mentor da Barkley cria corrida virtual de 1000 km no Tennessee

De resto, «encontrar o livros também não será uma tarefa fácil», garante Fernández, que prevê que os melhores em cada um dos setores demorem «cerca de nove horas» a chegar ao fim.

Assim, quem conseguir terminar a prova no tempo máximo de 45 horas e 14 minutos tem, logo à partida, a garantia de que ganhará um convite para participar na primeira das três etapas (abril, junho e outubro) que a The Bandit terá em 2021.  As quais, embora mantendo o mesmo formato, decorrerão em cenários distintos: Tarragona, os Pirinéus e um terceiro ainda por desvendar.

Recorde-se que, em Portugal, também teremos uma prova com uns moldes fora do habitual, concretamente o Trail Impossível.