Foto: https://www.triathlon.org/

A suíça Nicola Spirig e o norueguês Kristian Blummenfelt venceram, este domingo, as respetivas competições da Taça do Mundo de Triatlo, a qual decorreu em Lisboa. Já entre os portugueses, Melanie Santos e Ricardo Baptista foram os melhores lusos.

Atleta já veterana – 39 anos – e que conta no seu currículo com duas medalhas olímpicas, a primeira, de ouro, em Londres 2012, ao passo que, a segunda, de prata, no Rio 2016, Nicola Spirig conseguiu garantir o triunfo já no último segmento, os 10 km de corrida, mais concretamente ao ultrapassar na última volta ao circuito a irlandesa Carolyn Hayes, a qual tinha conseguido manter-se, até aí, sempre ao ataque.

Somado o tempo da corrida, com os tempos feitos nos 1,5 km de natação e nos 40 km de ciclismo, Spirig acabou por conseguir o triunfo com o tempo de 1h59m4, menos 12 segundos que Carolyn Hayes (1h59m17), a segunda classificada, e menos 34 segundos que a terceira posicionada, a norte-americana Kirsten Kasper (1h59m39).

Recordar que, cerca de 48 horas antes, Nicola Spirig já havia ajudado a Suíça a garantir um lugar nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que se realizam este ano, ao contribuir para o terceiro lugar da seleção helvética no evento de qualificação por equipas do Mundial de Triatlo Misto.

LEIA TAMBÉM
Tragédia na China: morreram 21 corredores numa prova de Trail

Entre as portuguesas presentes, Melanie Santos foi a melhor classificada, ao terminar no 16.º lugar com o tempo de 2h02m01, a 2m56 da primeira classificada.

Vitória norueguesa nos homens

Entretanto, na competição masculina, a vitória na Taça do Mundo de Triatlo foi para o norueguês Kristian Blummenfelt, com o tempo total de 1h42m33.

No segundo lugar, e apenas oito segundos, terminou o suíço Max Studer (1h42m41), ao passo que o terceiro lugar ficou na posse do espanhol Genis Grau, a 22 segundos do vencedor – 1h42m55.

Ricardo Baptista foi o melhor português, ao terminar no 12.º posto, com o tempo de 1h43m44.