Florian Neuschwander

Ora aqui está um recorde que não durou muito tempo. Depois de, no passado mês de janeiro, um norte-americano ter conseguido a impressionante marca de 2h59m03, agora foi um alemão que fixou novo recorde do mundo ao correr os 50 km em 2h57m25. Mas em cima de uma passadeira…

É isso mesmo: falamos do recorde do mundo dos 50 quilómetros em passadeira, um desafio que muitos de nós desconhecíamos mas que existe.

O autor da proeza chama-se Florian Neuschwander, que assumiu que tinha este objetivo desde 2013, mais precisamente desde que Michael Wardian se tornou na primeira pessoa a conseguir cumprir a meia centena de quilómetros em passadeira, num tempo abaixo das três horas: 2h59m49.

LEIA TAMBÉM
Superado o recorde do Mundo das 12 horas a correr na passadeira

Entretanto, sete anos depois, logo no primeiro mês de 2020, o norte-americano Mario Mendonza, um nome bem conhecidos dos amantes do Trail norte-americano, cinco vezes campeão dos EUA de Trail, fez aquilo que Neuschwander já pensava fazer. Correu para o recorde, desta feita na passadeira, e acabou mesmo fixando uma nova melhor marca mundial: 2h59m03s.

Espicaçado no seu objetivo, não demorou mais do que um mês para que também o alemão tentasse a sua sorte. Aproveitando a preparação que estava a fazer para o Campeonato da Alemanha de 100 km, Florian Neuschwander, de 38 anos, no Red Bull Athletes Performance Center de Thalgau, na Áustria, acabou melhorando a marca de Mendonza ao fazer o tempo de 2h57m25. Marca que, diga-se, equivale a correr o quilómetro em 3m33!

Impressionado com a conquista

Alcançado o objetivo previamente traçado, o alemão admitia, no final dos 50 km, a luta que havia sido completar os últimos 10 km depois de ter feito a distância da Maratona com o tempo de 2h30m21.

«Estou impressionado com o facto de ter conseguido derrubar o recorde do mundo dos 50 km em passadeira. Apesar dos problemas musculares já na parte final, consegui cumprir as minhas expetativas em termos de tempo e até fui aumentando o ritmo de uma forma constante», afirmou. «Sabia que o desafio ia ser difícil, mas tinha de seguir em frente, sem descanso.»

De referir ainda que, para alcançar o resultado agora obtido, Neuschwander cumpriu um plano de treinos que se prolongou por 12 semanas, nas quais o alemão cumpriu, como distância maior, um treino de 30 km.

Apenas três dias antes da tentativa de derrube do recorde, Neuschwander realizou uma Meia-maratona em 1h12m50, prova em que contou com a companhia do amigo Sebastian Kienle, que também o apoiou durante a tentativa para bater o recorde dos 50 km em passadeira.

As conquistas fora do ginásio

Embora, neste momento, esteja sob as luzes dos holofotes, devido ao feito na passadeira, a verdade é que Florian Neuschwander também sabe vencer fora do ginásio.

A demonstrá-lo, a vitória obtida na Ultra de 100 km de Sean O’Brien, em Malibu, Califórnia, em 2018; o triunfo nas 120 milhas de TransRockies, no Colorado, em 2015; ou ainda os primeiros lugares na corrida alemã Wings for Life, em 2015 e 2016, em que correu 75,5 e 63,66 km, respectivamente.

LEIA TAMBÉM
Coronavírus leva atleta chinês a correr 50 km à volta de duas marquesas de massagem

Entretanto, para este ano, o alemão tem como objetivo qualificar-se para o Campeonato do Mundo de 100 km em estrada, que terão lugar em Winschoten, Holanda, já no próximo mês de setembro. Prova em que já foi nono, em 2017, e em que este ano pretende melhorar.

O novo recorde do mundo de 50 km em passadeira é, pelo menos, um bom indicador…