Uma das novidades da Meia-maratona de Houston, no domingo, foi o protótipo da Adidas, que levantou uma enorme curiosidade entre os especialista e corredores.

Está encontrado o concorrente da Nike Vaporfly 4% e o Vaporfly NEXT%? Talvez… Pelo menos é o que muitos acreditam, após o protótipo ter estreado na Meia-maratona de Houston nos pés de Philemon Kiplimo (59m28) e Abel Kipchumba (59m35), ambos atletas da Adidas, que, no domingo, terminaram na quarta e quinta posições, respetivamente.

Todo branco, o que foi notório verificar no rpotótipo da Adidas é a sua altura, o que faz prever que, no seu interior, apresenta, tal como nos modelos da Nike, placas de carbono.

LEIA TAMBÉM
Nike dá uma goelada na Adidas nas Majors deste ano
Poderá o doping tecnológico ter chegado ao Atletismo?

Recorde-se que a Adidas apresentou na Maratona de Nova Iorque do ano passado, concretamente Mary Keitany e Joyciline Jepkosgei, novos modelos, muito semelhantes aos Adidas Adizero Pro. No entanto, estes novos modelos, vistos agora em Houston, estão longe do que vimos em Nova Iorque.

Após o protótipo utilizado por Eliud Kipchoge no INEOS 1:59, quando o queniano correu a Maratona (veja aqui todas as sapatilhas utilizadas pelo queniano nos 42,195 km que participou) pela primeira vez na história em menos de 2h00, concretamente o AlphaFly, com três placas de fibra de carbono, era impossível a ADIDAS não reagir, o que aconteceu agora em Houston.

De referir no entanto que a agora World Athletics, ex-IAAF, poderá impedir esta impressionante evolução tecnológica das sapatilhas, ou, pelo menos, limitar o benefício conferido pela tecnologia.

Mas, enquanto isso não é oficial, a verdade é que as marcas começam a se mexer. E, finalmente, a ADIDAS mostra as suas armas…

LEIA TAMBÉM

FOTO: Twitter