Até há pouco um país repleto de corridas populares, a Covid-19 levou praticamente ao desaparecimento deste tipo de iniciativas em Portugal. Razão pela qual o grupo ligado ao setor farmacêutico Azevedos decidiu criar a plataforma Corre e Ganha, que tem como objetivo de não só promover a corrida, mas também manter os portugueses ativos.

Plataforma virtual, a Corre e Ganha vem desafiar os corredores amadores a, desde logo, inscreverem-se no site para, em seguida, escolherem uma das próximas corridas virtuais do calendário.

Concluída a prova, o atleta é então convidado a registar o tempo feito na plataforma, colocando igualmente uma foto que comprove a atividade.

LEIA TAMBÉM
A Corrida Digital pode ser uma substituta da Corrida Virtual?

A partir do momento em que o resultado for validado, o corredor recebe um certificado de participação, que tanto pode ser utilizado para espicaçar colegas e amigos, como para incentivar outros corredores a inscreverem-se na aplicação e participarem nas provas.

Em comunicado entretanto divulgado, os responsáveis por esta plataforma virtual, cujo desenvolvimento esteve a cargo da Luvin, recordam que os participantes nestas corridas virtuais têm direito a prémios.

Correr

Os prémios podem ser por participação, sorteio e para os mais bem classificados em cada prova. Sendo que existem marcas que, enquanto apoiantes desta iniciativa, também  assumem a entrega de alguns prémios.

Quanto à participação, o mesmo comunicado revela que, nas quatro corridas já realizadas, participaram um total de quatro mil corredores. Embora, e por se tratarem de corridas virtuais com cada um dos corredores a fazer prova sozinho, esteja igualmente garantida a questão do distanciamento social.