Apesar do cancelamento oficial da edição de 2020 do Ultra-Trail de Mont Branc (UTMB) devido ao coronavírus, existe um atleta espanhol que prometeu já que fará a emblemática prova: Pau Capell, campeão em título. Como o próprio anunciou, realizando «um contrarelógio contra mim mesmo».

Considerada por muitos como a mais importante corrida do panorama mundial do Trail Running, o Ultra-Trail do Mont Blanc não levará a cabo a sua edição de 2020.

A prova foi recentemente cancelada devido à pandemia de coronavírus, assim como às restrições impostas em todo o tipo de viagens e que impediriam a participação de muitas das atuais figuras mais importantes do Trail mundial.

LEIA TAMBÉM
Nova vítima do Coronavírus: Ultra-Trail del Mont-Blanc 2020 cancelado

No entanto, e apesar desta decisão da organização, o catalão Pau Capell, campeão em título, acaba de avançar, através das suas redes sociais, que não deixará de fazer o UTMB.

Segundo o atleta, será uma corrida «solitária, sem dorsal, e com equipa de assistência. Basicamente, como se se tratasse da corrida propriamente dita».

De resto, Capell garante que tentará cumprir todas as condições que tinham sido estipuladas para a edição deste ano: fará a corrida no dia 28 de junho, data para a qual estava agendada a corrida, partindo à mesma hora e do local da corrida, mais precisamente às 18h00 da praça do Triângulo da Amizade de Chamonix.

Pau Capell

«Se a logística e a meteorologia o permitirem, tentarei cumprir as 100 milhas [cerca de 160 km] como se de uma corrida de verdade se tratasse. Aliás, eu tinha já a casa reservada, pelo que o meu objetivo é chegar antes da data, preparar a corrida e correr a distância», afirmou em declarações ao site Carreras por Montaña. «Acredito que vai ser, também, um desafio bonito, já que será uma prova contrarrelógio contra mim mesmo com o objetivo declarado de bater o recorde obtido no ano passado, em que fiz 20h19m07.»

Quanto às principais dificuldades já esperadas, terão a ver com os abastecimentos, que, neste desafio em solitário, não deverão poder ser no mesmo número que na corrida, assim como com a falta de adversários, que ajudem a imprimir ritmos mais rápidos.

LEIA TAMBÉM
Finisher do UTMB não deixou de amamentar o seu filho em plena prova

Quanto à possibilidade, forte, de poder vir a ter companhia de curiosos ou fãs neste seu desafio, Pau Capell defende que, «sinceramente, este é um projecto pessoal que eu gostaria de realizar de forma solitária. Depois, também devemos ser responsáveis e cumprir as normas impostas nos países por onde passamos – França, Itália e Suíça. Além de que, em competição, também não é permitido correr acompanhado».

De referir ainda que o atleta catalão fará o UTMB sem dorsal depois de cumprir a primeira prova pós-confinamento, que será a Fjallmaraton, na Suécia.

A partir daí, Pau Capell espera poder vir a correr, pelo menos, nos Açores, na Patagónia Run e na Ruta Trail.