Pau Capell era talvez o principal nome da Transgrancanaria 2021. Era porque já não é. Devido a uma lesão, o ultramaratonista vai falhar a prova, onde procurava a sua quinta vitória.

Nas suas redes sociais, Pau Capell revelou que vai ficar longe dos treinos nas próximas três semanas devido a uma lesão. Verdadeiro ícone da modalidade, Pau Capell procurava na Transgrancanaria 2021, entre 24 e 28 de fevereiro, alcançar o seu quinto triunfo consecutivo na principal prova do evento, 129km Classic (média de 7 mil metros de desnível positivo).

A lesão de Pau Capell ocorreu já nas Canárias, onde estava a se preparar para a prova, que, ano após ano, conta com alguns dos grandes nomes do Trail mundial, incluindo alguns dos melhores atletas portugueses. Por exemplo, em 2019, Luís Fernandes terminou num honroso sexto lugar, duas posições abaixo do que aconteceu em 2020 (leia aqui).

Nas suas redes sociais, o espanhol não escondeu a sua tristeza:

«Sem saber como escrever isto ou como expressar o que sinto. Treinos, muitas horas e esforço. Preparar-me para a primeira prova do ano, fazer tudo como agendado e agora dizem que não posso competir devido a uma lesão no último momento, no último treino.»

Sem poder correr naquela que seria a sua primeira prova de 2021, Paul Capell coloca agora o seu foco na Patagonia Run, agendada para abril.

Sem Paul Capell, na 129km Classic teremos nomes como Pablo Villa, que venceu a edição do ano passado junto com Capell, Aurelien Dunand-Pallaz, Gediminas Grinius (vencedor em 2015), Simen Hjalmar Wästlund, Fotis Zisimopoulos, Andris Ronimoiss, Sange Sherpa e Daniel Jung, por exemplo.

Este ano são esperados cerca de 1900 corredores nas seis provas do evento em vez dos 3700 habituais. A Transgrancanaria é a primeira prova do novo circuito Spartan Trail World Championship (leia aqui), com a Classic e a Maratón pontuáveis para as categorias Trail Ultra e Trail Run, respetivamente.