João Andrade e Ana Luiza terminaram esta sexta-feira a Rio FKT “Caminho do Imperador”, a primeira prova da One Hundred no Brasil. Uma prova marcada pelas adversidades climáticas, que dificultou ainda mais a conclusão dos 160 km (100 milhas).

As chamadas chuvas tropicais marcaram a edição da Rio FKT “Caminho do Imperador”, aumentando ainda mais o desafio de correr por si só 160 km, com um desnível positivo de cerca de 3000 metros.

Por isso, foi com naturalidade que vimos João Andrade a chegar na Catedral de Petrópolis bastante emocionado, ainda mais devido a um problema físico que teve durante o percurso.

O CEO da One Hundred terminou o trajeto, que tem a largada na cidade de Barra do Pirai e passa por Valença, Conservatório, Vassouras e Vale das Princesas antes de chegar na cidade Imperial de Petrópoles, em 19h24, ou seja, o tempo que deverá ser superado nos próximos quatro fins de semana pelos participantes deste evento.

Ana Luiza precisou de 22h30 e, como João Andrade, não escondeu a sua felicidade ao cruzar a meta. A brasileira não escondeu o seu desgaste físico e cansaço, mas conseguiu cumprir o seu objetivo, determinar o tempo limite que deverá ser superado pelas futuras atletas femininas na Rio FKT “Caminho do Imperador”, da One Hundred.

Os vencedores da Rio FKT “Caminho do Imperador” estarão inscritos «para a prova principal de 100 milhas no Brasil em 2021 e também levam a inscrição para a final mundial do World Series de 100 milhas nas Dolomitas – Itália em 2021», um prémio que ainda apresenta «passagem aérea, hospedagem, translado, equipamento oficial One Hundred e um cheque de 100 libras (cerca de 730 reais/ 112 euros)».

Esperemos que, nas próximas etapas, o clima seja mais ameno para os concorrentes ao triunfo final…

Fotos: Matias Novo