Jogos Olímpicos Tóquio 2020

Numa altura em que o mundo do Atletismo está em suspense devido aos possíveis efeitos da epidemia de COVID-19, o Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de 2020 veio já garantir que, apesar da proximidade entre o Japão, país onde terá lugar o evento, e a China, território onde o vírus apareceu, «nada será cancelado ou adiado».

A garantia foi avançada pelo presidente do Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, qualificando, desde logo, os rumores sobre um possível adiamento ou cancelamento do evento, como «irresponsáveis».

Falando perante representantes do Comité Olímpico Internacional (COI), Toshiro Muto deixou a garantia de que, apesar da epidemia que grassa na China, no vizinho Japão «tudo acontecerá como planeado», não estando em cima da mesa qualquer possibilidade de adiamento ou cancelamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

LEIA TAMBÉM
Maratona de Tóquio pede a chineses que não compareçam

De resto, também o principal responsável pela Aldeia Olímpica, Saburo Kawabuchi, aceitou comentar os rumores, reconhecendo a preocupação com «o COVID-19 e com a infecção», ainda que não deixando de recordar que «o vírus é susceptível à humidade e ao calor».

Uma morte já registada

A tomada de posição de alguns responsáveis pela organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 acontece numa altura em que o Japão acaba de confirmar a primeira morte na sequência do contágio por COVID-19.

Com capacidade para 68 mil espectadores, o Novo Estádio Olímpico de Tóquio pode vir a ser um problema para o Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de 2020
Com capacidade para 68 mil espectadores, o Novo Estádio Olímpico de Tóquio pode vir a ser um problema para o Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de 2020

Recorde-se que o Japão já conta com mais de 400 casos de infectados pelo COVID-19, inicialmente conhecido como coronavírus.