Foi em Atlanta, há 25 anos, que Fernanda Ribeiro conquistou a medalha de ouro nos 10.000 metros dos Jogos Olímpicos, uma data que será agora recordada na Gold Gala, no sábado.

Em 1996, Fernanda Ribeiros escreveu o seu nome na história após conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Atlanta (a terceira na história de Portugal), quando venceu a prova com o tempo de 31m01s63, recorde olímpico na ocasião.

Os 25 anos da façanha da portuguesa será agora recordada na Gold Gala, um meeting que agendado para sábado na Maia (cidade onde está a academia que leva o seu nome, no Estádio Prof. Dr. José Vieira de Carvalho), com muitos atletas a procurarem alcançar mínimos para Tóquio 2020.

No total teremos nove especialidades diferentes, entre masculinos e femininos, com atletas nacionais e internacionais.

«Apesar de só fazer 25 anos em agosto, este ano de 1996 é muito importante, daí estar no nome da academia», afirmou Fernanda Ribeiro, admitindo que foi complicado organizar a Gold Gala devido à Covid-19. «É um desafio, mas gosto de desafios.»

Sem público nas bancadas, a prova poderá ser acompanhada pela internet.

«Era importante que mínimos olímpicos fossem alcançados nos ‘meus’ 25 anos. (…) Sem público, se forem conseguidos bons resultados no ‘meeting’ já compensa.»

A terceira edição da Gold Gala começa a partir das 19h45, com 100 metros, 100 metros barreiras, 110 metros barreiras, salto em altura e salto em comprimento, 10.000 metros, 5.000, 400 e 3.000 metros obstáculos.