A corrida em Espanha viveu no fim-de-semana dias trágicos devido às mortes de dois atletas, um na Spartan Race e outro no Trail Top of the Rock.

Em Maiorca, um corredor, de 42 anos e de nacionalidade alemã, não sobreviveu após tentar ultrapassar um dos 25 obstáculos da prova Super da Spartan Race, com a distância de 10 km.

Apesar do rápido atendimento dos serviços de emergência local da Cruz Vermelha, a verdade é que o corredor em causa não conseguiu sobreviver, sendo conduzido para o Instituto Anatómico Forense de Palma, onde, esta segunda-feira, será realizada a inevitável autópsia.

A organização revelou, através de um comunicado, que a equipa da Cruz Vermelha realizou várias «manobras de reanimação», não conseguindo, no entanto, os objetivos pretendidos.

«Desconhecemos os motivos que provocaram a morte do cidadão alemão (…) A Spartan Race España lamenta profundamente o ocorrido, tendo facilitado aos acompanhantes e amigos do falecido o transporte ao hotel e a comunicação com a Polícia Nacional. A organização decidiu ainda suspender a entrega de prémios da corrida Super como mostra de sensibilidade ante este triste acontecimento», podemos ler num comunicado.

Morte também assolou o Trail em Espanha

No entanto, o já trágico fim de semana ficou ainda pior com a morte de Kike Monforte, de 49 anos, no Trail Top of the Rock, prova que é realizada em Castellón em três etapas.

O conhecido corredor local e ex-futebolista do CD Castellón morreu após 10 minutos do início da segunda etapa da corrida.

LEIA TAMBÉM
Luís Fernandes brilha na Transgrancanaria 2020 que teve dois vencedores

«Não se conhece a causa oficial da morte, mas, ao que tudo indica, Kike Monforte sofreu uma fulminante parada cardíaca», escreve o jornal El Periódico Mediterráneo, que salienta que o ex-futebolista era «um corredor experimente com um largo historial de corridas de largas distâncias e um homem muito apreciado e querido, não só no Mundo do Running, mas também no âmbito desportivo, já que foi um destacado futebolista que começou o périplo nas categorias inferiores do CD Castellón. Kike era um forte e alto ponta-de-lança que era carinhosamente conhecido como Hércules Monforte. Jogou depois em vários clubes, como o Acero, Peñíscola, Oropesa, Vinaròs e Moró, entre outros».

O diário escreve ainda que Monforte foi o responsável pela criação da «prestigiosa» corrida Tombatossals, além de ser presidente do Club Atletisme Running Castelló, um dos membros da organização da Maratona de Castelló e treinador de Atletismo.

Ou seja, em Espanha e infelizmente, as mortes assolaram a corrida do país vizinho.