Especialmente nesta altura do ano, em que o Sol tende a tornar-se inclemente, mudar um pouco as rotinas de treino, nomeadamente a hora a que saímos para a rua, pode ser a opção correta. Motivo pelo qual decidimos deixar aqui algumas dicas para que faça do correr à noite o seu melhor momento do dia!

Embora muito dos corredores opte, uma vez chegados a esta altura mais quente do ano, por madrugar e realizar o seu treino mais cedo do que o habitual, principalmente quando se trata de tiradas mais longas, não é menos verdade que adiar a corrida longa do dia para a noite pode ser uma boa alternativa.

LEIA TAMBÉM
Atenção, corredores: estudo revela que estamos a dormir pior devido à pandemia

Assim, e se este é o caso do leitor, mais fã dos hábitos da coruja que do madrugar da águia, então recomendamos que, principalmente nos treinos mais longos, tenha em atenção os quatro conselhos que aqui passamos a recordar:

  • Se vai correr à noite, hidrate-se durante o dia
    Hidratação. Eis um princípio fundamental para qualquer corredor, seja ele de curtas ou longas distâncias. Sendo que, no caso de decidir correr à noite, o aconselhável é que não descure a hidratação ao longo do dia. Aliás, não apenas naquele em que pensa correr, mas em todos, antes e depois da data
  • Atenção aos tempos da digestão
    Se pensa ir correr à noite, então, não se esqueça de respeitar os tempos de digestão, nomeadamente após o jantar. Sendo que o aconselhável é que guarde entre duas a três horas entre o fim da última refeição e o início do treino. Isto para que não viva a experiência (muito) desagradável de um qualquer problema estomacal ou, ainda pior, uma paragem de digestão
Correr ao final do dia, ou à noite, implica ter atenção a algumas regras e dicas
Correr ao final do dia, ou à noite, implica ter atenção a algumas regras e dicas
  • Evite as fibras nas refeições mais próximas do treino
    Embora a maioria dos corredores o desconheça, a fibra é, na maior parte dos casos, a grande responsável pela necessidade que muitos de nós sente, durante o treino, de ir à casa-de-banho. Assim, e especialmente quando se trata de correr à noite, o aconselhável é que guarde os alimentos ricos em fibra apenas para o pequeno-almoço. Já nas refeições seguintes, e à medida que a hora do treino se aproxima, o melhor mesmo é evitar a ingestão de fibras
  • Carboidratos? Venham eles!
    Especialmente no caso dos corredores que fazem as suas corridas mais longas de manhã, o recomendável é que optem pelos carboidratos logo na primeira refeição do dia, relegando as proteínas para mais tarde ao longo do dia. No entanto, se a prática, em termos de corrida, é o final do dia, então, o recomendável é que também a dieta alimentar seja invertida. Ou seja, optar pelas proteínas ao pequeno-almoço, guardando os carboidratos para o almoço e lanche. Sendo que, ao jantar, deve traduzir-se num bom equilíbrio entre proteínas, carboidratos e gorduras.