Embora este tipo de notícia tenda, nos tempos que correm, a tornar-se frequente, a verdade é que é impossível não a dar: numa altura em que o coronavírus obriga ao cancelamento de corridas um pouco por todo o mundo, surge agora a informação de que nem mesmo uma prova surrealista como a Barkley Marathons 2020 escapou ao surto. Pelo contrário, acaba de ser cancelada!

O anúncio do cancelamento da edição deste ano, daquela que é considerada um dos desafios mais surreais que existem – a partida, por exemplo, é dada com o fundador a acender um cigarro -, foi, de resto, feito pelo próprio criador da Barkley Marathons, Gary Cantrell, também conhecido como Lazarus Lake.

Em declarações aos nossos companheiros da Runner’s World, Lazarus Lake revelou que «já sabia que, perante uma situação limite, não haveria hipótese de realizar a edição deste ano. Ainda assim, fizemos tudo o que pudemos antes de sermos obrigados a cancelá-la».

LEIA TAMBÉM
Marathon des Sables é a mais recente vítima do coronavírus

Inicialmente a organização da Barkley Marathons ainda admitiu a possibilidade de realizar a edição deste ano, apenas com atletas americanos. No entanto, e face à evolução do coronavírus também nos EUA, a única opção acabou sendo mesmo a anulação da prova.

Contudo, nem tudo são más notícias: segundo também revelou a organização, os atletas escolhidos para participarem na Barkley Marathons 2020 não perderão esse direito, uma vez que os organizadores decidiram manter a atribuição dos dorsais para a edição de 2021.

 Uma ultramaratona sui generis

Para os menos conhecedores, importa começar por dizer que a Barkley Marathons é uma prova como já há poucas: trata-se de uma Ultramaratona que tem lugar nos EUA, mais precisamente no estado do Tennessee e em pleno Parque Natural Frozen Head, onde o desnível positivo chega aos 20.000 metros!

Este ano e por culpa do coronavírus, ficamos sem saber se algum atleta conseguirá terminar a Barkley Marathons.
Este ano e por culpa do coronavírus, ficamos sem saber se algum atleta conseguirá terminar a Barkley Marathons.

Com participação limitada a não mais que 40 atletas, os quais, para poderem participar, têm não só de escrever um texto intitulado Porque é que eu devo ser aceite para correr em Barkley, como cumprir uma série de exigências que só são conhecidas no momento da inscrição.

Em relação a corrida, a Barkley Marathons apresenta 160 km divididos em cinco voltas de 32,2 km no Frozen Head State Park, com um desnível positivo de 20 mil metros. O desafio de todos os atletas é terminar a prova em 60 horas, embora haja sempre tempos de corte a cada volta, num percurso novo a cada edição e sem marcações.

LEIA TAMBÉM
Mais uma Maratona adiada devido ao coronavírus…

Contudo, se está já a pensar que 60 horas são mais do que suficientes para terminar uma prova como esta, concluímos este texto com uma informação: desde que começou, em 1986, apenas 15 atletas conseguiram terminar a Barkley Marathons!…

Em 2018 e 2019, por exemplo, ninguém o conseguiu…

LEIA TAMBÉM