As suspeitas confirmaram-se: depois de ter visto a sua marca nos 5 km ficar dependente de uma apreciação da Federação de Atletismo da Noruega, eis que Karoline Bjerkeli Grovdal acaba de ver anulado aquele que seria um novo recorde mundial feminino na distância por irregularidades na distância. É que, afinal, o trajeto de 5 km tinha cerca de menos 12,5 metros…

Realizada no passado dia 1 de maio, em Maarud Gard, na Noruega, a prova de 5 km na qual participou a norueguesa de 30 anos Karoline Bjerkeli Grovdal levantou logo na altura sérias dúvidas. Não apenas por causa do trajeto e da respetiva marcação, mas principalmente devido aos tempos não terem sido registados por juízes internacionais habilitados para tal.

Ainda assim, os 14m39 conseguidos por Grovdal faziam antever um novo recorde do mundo na distância, destronando os 14m43 obtidos por Beatrice Chepkoetch. Algo que, a acontecer, seria benéfico para a organização da prova de rua, que procurava justificar a ausência de juízes internacionais, que a Noruega não possui, com as limitações às viagens impostas pela pandemia.

Contudo, a anulação do resultado acabou não tendo origem na captação dos tempos, mas no trajeto desenhado pela mesma organização e que, anuncia agora a Federação de Atletismo da Noruega, não tinha 5 km certos. Mas 4.987,5 km, ou seja, menos 12,5 metros do que o necessário.

A situação torna-se ainda mais despontante se pensarmos que, e fazendo uma estimativa com base na velocidade imprimida por Karoline durante a corrida, esta necessitaria apenas de mais dois segundos para fazer 5 km completos. O que, diga-se, não impediria a norueguesa de fixar ainda assim um novo recorde do mundo…

LEIA TAMBÉM
Norueguesa bate recorde do mundo dos 5 km… que poderá não ser homologado

No entanto, e como não correu a totalidade dos 5 km, a marca de Karoline Bjerkeli Grovdal fica sem qualquer efeito. Por 12,5 metros…