A relação entre Carl Lewis e Usain Bolt nunca foi a melhor, tudo depois do norte-americano ter colocado em causa os feitos do jamaicano. Um novo capítulo foi escrito agora.

Dois monstros da História do Atletismo, dois monstros que não se dão. No total, ambos somam 17 ouros olímpicos, 9 para o norte-americano, 8 para o jamaicano.

No entanto, desde que Lewis colocou em casa a limpeza dos feitos de Bolt, a relação entre ambos ficou debilitada. E, numa entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, ganhou agora um novo capítulo.

Tudo devido a um twitter de Carl Lewis, que defendeu que era necessário ter «uma conversação sincera sobre o futuro do nosso desporto. O modelo económico atual é insustentável».

O que Bolt respondeu ao diário italiano.

«Querido Lewis, não sou como você, sempre a lamentar de tudo. Nunca me converterei num ex-atleta que se queixa de tudo e o compara com o passado. Todas as disciplinas devem evoluir com o tempo e se adaptar aos gostos e necessidades dos atletas.»

Para defender a sua posição, Bolt deu o exemplo da Nitro Athletics, realizada na Austrália, em 2017 (leia aqui).

Recorde-se que Lewis ganhou, nos Jogos Olímpicos de Los Angeles 84 e Atlanta 96, nove ouros olímpicos, concretamente nos 100, 200, 4×100 metros e salto em comprimento, enquanto Bolt, em Pequim 2008 e Rio 2016, venceu os seus oito ouros nos 100, 200 e 4×100 metros.

Enquanto Lewis defende a tradição do Atletismo, Bolt, que foi pai pela primeira vez no passado dia 17 de maio, não olha como uma má ideia dar novos ares ao Atletismo.

«No nosso desporto, a ideia de transformar o individual em algo coletivo deve ser desenvolvida, apresentando novos formatos.»