A Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) manterá a classificação dos Nacionais de 10.000 metros apesar de não validar o tempo de alguns atletas devido à utilização de calçado não homologado pela World Athletics para provas em pista. A vitória fica assim entregue a Salomé Rocha, que conquista o seu terceiro título de Portugal.

Os Nacionais foram realizados no dia 21 de dezembro na Pista Municipal da Maia e a polémica aconteceu após o término da prova, principalmente devido ao triunfo de Salomé Rocha, que reconheceu de imediato a utilização dos ténis não homologados pela World Athletics para provas em pista (leia aqui).

Após a FPA remeter a questão para o seu Conselho de Arbitragem, assim como uma apreciação da própria World Athletics, a direção federativa decidiu manter «a classificação final conforme resultados divulgados, sendo retirado o tempo creditado».

Deste modo, Salomé Rocha, que correu em 32m49s93, manteve o título nacional dos 10.000 metros e igualou o registo de Fernanda Ribeiro e Dulce Félix.

No masculino, Hermano Ferreira (6.º) e Fábio Oliveira (7.º) ficaram sem registos de tempo.