Camille Herron foi o grande nome do Mundial 24 Horas deste ano ao registar o novo recorde do mundo na distância. Em Albi, França, a norte-americana correu 270,116 km.

Na competição feminina, o nome do evento foi Camille Herron, dos Estados Unidos, que estabeleceu um novo recorde mundial na distância, registo que, por sinal, estava na sua posse desde o ano passado, quando, em 24 horas, correu a distância de 262,192 km.

Camille Herron registou um novo recorde do mundo nas 24 Horas
Camille Herron registou um novo recorde do mundo nas 24 Horas

Este ano, em França, foi mais longe e correu 270,116 km, numa prova em que mostrou mais uma vez uma performance invejável, não dando hipótese as suas adversárias, concretamente a alemã Nele Alder-Baerens, segunda, com 254,288 km, e a polaca Patrycja Bereznowska, terceira, com 247,724 km.

Na realidade, Camille Herron esteve mais próxima, em termos de distância, do registo masculino, já que correu menos 8 km do que o vencedor da prova.

As parciais da sua corrida foram as seguintes:

  • 5 horas: 62,725 km (4m47/km)
  • 10 horas: 59,64 km (5m02/km) / Acumulado: 122,365 km (4m54/km)
  • 15 horas: 56,665 km (5m18/km) / Acumulado: 179,023 km (5m02/km)
  • 20 horas: 49,203 km (6m06/km) / Acumulado: 228,226 km (5m16/km)
  • 24 horas: 41,89 km (5m44/km) / Acumulado: 270, 116 km (5m20/km)

No Mundial 24 Horas, Aleskandr Sorokin correu 8 km a mais do que o recorde do mundo de Camille Herron

Na prova masculina, a corrida ficou marcada pelo forte início, com o gaulês Erik Clavery a ditar o ritmo nas primeiras 8 horas, acompanhado por Aleskandr Sorokin, da Lituânia, e Ivan Penalva Lopez, de Espanha.

O lituano assumiu no entanto a liderança na 9.ª hora e nunca mais largou a posição, com Tamas Bodis, da Hungria, a roubar o segundo lugar na 20.ª hora de prova e o norte-americano Olivier Leblond a garantir a medalha de bronze nas duas horas finais de corrida.

No total, Aleksandr Sorokin correu 278, 973 km, Tamas Bodis correu 276,222 km e Olivier Leblond correu 275,485 km, números realmente impressionantes.

Para termos uma ideia, Sokorin apresentou um ritmo médio de 5m10 para as suas 24 horas, algo realmente impressionante.

Em termos de ritmos, estes foram as suas parciais:

  • 5 horas: 62,725 km (4m47/km)
  • 10 horas: 60, 835 km (4m56/km) / Acumulado: 123,856 km (4m51/km)
  • 15 horas: 56,658 km (5m18/km) / Acumulado: 180,514 km (4m59/km)
  • 20 horas: 53,676 km (5m36/km) / Acumulado: 234,190 km (5m08/km)
  • 24 horas: 44,783 km (5m22/km) / Acumulado: 278, 973 km (5m10/km)

O Mundial 24 Horas foi o maior de sempre. Organizado pela International Association of Ultrarunners (IAU), a prova contou com 45 federações inscritas, entre elas Portugal, que participou pela primeira vez na prova.

No total, em Albi, estiveram na linha da meta cerca de 350 atletas, uma prova de que as corridas de 24 horas não são apenas uma “loucura” de alguns.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.