Nos 10 mil metros marcha do Campeonato de Espanha, Elena Díaz, de 35 anos, participou na prova de máscara. Pediatra de profissão, o seu objetivo foi alertar outros atletas da importância do uso da máscara, mas também a população em geral.

A nona colocação, para Elena Díaz, foi o de menos. Para a pediatra, a importância de ter participado no campeonato espanhol era só um: alertar todos para a importância do uso da máscara, não só em provas, mas também nos treinos, como costuma fazer. De referir que, desde que chegou à pista de máscara, não a tirou nunca.

«Competi com máscara para proteger os meus colegas. Por causa do meu trabalho, assumo que sou um risco maior para os outros e não tenho problemas em colocar a máscara», afirmou a pediatra ao Corredor, que trabalha há três no Hospital Virgen de la Luz, em Cuenca, onde trata, por exemplo, crianças com a Covid-19. «Assumo que sou um risco maior para os outros e não tenho problemas em colocar a máscara.»

LEIA TAMBÉM
Maratona e Meia de Valência confirmadas só com a elite

Elena Díaz, ex-vice-campeã de Marcha Sub-23, terminou a sua prova em 58m44s34, um tempo que agradou a atleta, já que, devido a pandemia, tem treinado menos devido ao seu vertiginoso ritmo de trabalho.

«Sempre conciliei o meu trabalho como pediatra com o Atletismo, embora este último ano tenha sido um pouco complicado.»

O cartaz do Campeonato de Espanha, onde Elena Díaz competiu de máscara
O cartaz do Campeonato de Espanha, onde Elena Díaz competiu de máscara