Com a Europa a procurar sair do confinamento imposto pela pandemia de coronavírus, também as competições de Atletismo tentam o seu pontapé de saída. É o caso do Bislett Games (Oslo), que, reformulado no formato, chama-se este ano Impossible Games, um evento apoiado pela World Athletics. Como cabeça de cartaz o confronto entre a Equipa Ingebrigtsen e a Equipa Cheruiyot.

Até aqui conhecido como Meeting Bislett Games, o encontro de Oslo da Diamond League anuncia-se como uma das primeiras competições a regressar após o fecho da Europa na sequência da pandemia de coronavírus, ainda que total e profundamente reformulado face àquilo que era dantes.

LEIA TAMBÉM
Irmã mais nova da família Ingebrigtsen já dá nas vistas nos 5 km

Jakob Ingebrigtsen regista o primeiro recorde pós-coronavírus

Agendado para 11 de junho, o agora Impossible Games será, desde logo, uma competição sem público e com transmissão pela televisão.

Com caráter apenas de exibição e a participação de alguns atletas, o evento terá lugar, como é tradicional, no Estádio Bislett, financiado quer pela World Athletics, com 50.00 dólares, quer pela Federação Norueguesa de Atletismo.

Quanto à participação dos atletas, por vezes terá lugar de forma insólita, como é o caso do salto com vara, competição em que o saltador sueco Armand Duplantis enfrenta em direto o norueguês Guttormsen e, por vídeo, o francês Renaud Lavillenie, que saltará em casa, perto de Clermont Ferrand, França

A família Ingebrigtsen
A família Ingebrigtsen

O mesmo deverá acontecer no lançamento do disco, com o sueco campeão do mundo Daniel Stahl a lançar frente a outros rivais, embora sempre salvaguardando as distâncias.

Entre os noruegueses, destaque para as participações já confirmadas do norueguês Karsten Warholm, que vai tentar bater o recorde mundial dos 300 metros barreiras, na posse de Chris Rawlison, com o tempo de 34s48, assim como a presença de Karoline Grovdal, a qual atacará sozinha o recorde do seu país dos 3000 metros, que ainda hoje pertence a Grete Waitz.

Finalmente, e a espicaçar ainda mais este regresso, a confirmação, entretanto avançada através das redes sociais, que os irmãos Ingebrigtsen, uma das famílias hoje em dia mais conhecida do Atletismo mundial (que participou inclusive num reality show), também marcarão presença nestes Impossible Games. E logo para afrontar uma equipa de atletas liderados pelo queniano Timothy Cheruiyot, vencedor da Liga Diamante em 2017, 2018 e 2019!

Teremos assim um duelo virtual entre uma equipa de cinco elementos liderados por três membros da família bonita do Atletismo europeu, os Ingebrigtsen, contra uma equipa de cinco elementos do queniano Timothy Cheruiyot, campeão do mundo nos 1500 metros.

A prova começará com 5 elementos em cada equipa, mas apenas três terminam. O vencedor será a formação que obtiver o melhor tempo na soma dos seus três corredores. De referir ainda que esta será uma corrida virtual: a equipa dos Ingebrigtsen correrá em Bislett, enquanto Cheruiyot e os seus pares correrão em Nairobi.