Doping

 

A Federação Europeia de Atletismo (EAA) pretende invalidar todos os recordes do continente devido aos escândalos de doping que marcam a modalidade na atualidade.

 

A federação criou em janeiro último uma comissão para avaliar o doping no seio do Atletismo, sendo a sua conclusão debatida no próximo fim-de-semana durante uma reunião da EAA.

«Seguro que é uma resolução radical, mas os amantes do Atletismo estão cansados das dúvidas que pairam sobre os nossos recordes há muito tempo», afirmou o presidente do organismo, o norueguês Svein Arne Hansen. «Necessitamos de uma ação drástica para restaurar a credibilidade e a confiança do público.»

A EAA pretende distinguir os registos, criando a categoria «Antigos recordes da Europa» e uma nova, posterior a uma data específica.

A proposta será submetida ao aval da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), que vai estudar o caso em agosto.

LEIA TAMBÉM
Campeã olímpica da Maratona Jemima Sumgong apanhada no doping

O presidente da entidade, Sebastian Coe, já demonstrou o seu agrado com esta iniciativa, que poderá ser expandida a nível mundial, embora seja necessário um consenso mundial.

«Haverá recordistas do Mundo que pensarão que estamos a reescrever a história, que os estamos a retirar algo. Mas é um passo em frente. Se o fizermos de maneira estruturada, teremos uma boa oportunidade de recuperar a credibilidade.»