Com o recente recorde do mundo da Maratona obtido pela queniana Brigid Kosgei, que estava na posse da britânica Paula Radcliffe desde 2003, a Europa tem agora apenas dois recordes mundiais nas provas olímpicas de Corrida.

O até então recorde mundial de Paula Radcliffe na Maratona, de 2h15m25, cumpriu, no passado mês de abril, 16 anos. No entanto, a hegemonia da britânica terminou no passado domingo, quando a queniana Brigid Kosgei correu a Maratona de Chicago em impressionantes 2h14m04, a primeira mulher a correr a distância em menos de 2h15.

Com esta já mítica e marcante corrida, Kosgei, de 25 anos, expulsa da escola há 7 anos por não conseguir pagar as mensalidades (foi por isso que se dedicou ao Atletismo a tempo integral), colocou mais um prego no caixão dos registos mundiais da Europa na lista das provas olímpicas do Atletismo no Mundo da Corrida.

Neste momento, das 26 distâncias (13 masculinas, 13 femininas), apenas duas europeias figuram nos registos mundiais, concretamente Marita Koch, nos 400 metros (47s60), e a checa Jarmila Kratochvílová, nos 800 m (1m53s28).

Recordes do mundo no feminino
Recordes do mundo no feminino
Recordes do mundo no masculino
Recordes do mundo no masculino

A situação é portanto preocupante para as hostes europeias, que, durante muitas décadas, dominaram o Atletismo mundial juntamente com os Estados Unidos.

No entanto, tudo mudou com o surgimento de África, que, nos últimos tempos, ganhou um relevo cada vez maior na lista dos recordes do mundo, um continente que começa a tomar a dianteira no que à posse dos recordes do mundo em distâncias olímpicas diz respeito.

África e Estados Unidos dominam a percentagem de recordes do Mundo
África e Estados Unidos dominam a percentagem de recordes mundiais no feminino
África já domina os recordes mundiais da Corrida no masculino
África já domina os recordes mundiais da Corrida no masculino

Neste momento, das 26 provas olímpicas na Corrida, os africanos somam 12 recordes do mundo, contra 8 dos Estados Unidos e 2 da Europa. Nota ainda para um registo mundial da ex-URSS e três da Jamaica.

África domina os recordes mundiais na Corrida no masculino e feminino
África domina os recordes mundiais na Corrida no masculino e feminino

É realmente caso para perguntar: Quo vadis, Europa?