A estreia de Genzebe Dibaba, recordista do Mundo nos 1500 metros (3m50s07), nos 800 metros será um dos atrativos da primeira etapa da Diamond League, que começa esta sexta-feira em Doha. A etíope terá como adversária nada mais, nada menos, que a sul-africana Caster Semenya, atual campeã olímpica da distância.
Na primeira corrida de Dibaba nos 800 metros, a etíope defrontará uma rival que ainda não perdeu na distância. Mas há mais, já que a prova contará ainda com Francine Niyonsaba, medalha de prata no Rio de Janeiro, precisamente atrás de Semenya. Nota também para a presença da queniana Margaret Wambui, terceira no Brasil e atual campeã mundial Sub-20. Ou seja, motivo mais do que suficiente para todos os olhos estarem colocados na pista do Qatar Sports Club, que acolherá ainda, nos 100 metros, o jovem Andre de Grasse, que pretende derrotar Usain Bolt no Mundial de Londres, em agosto, na despedida do jamaicano das grandes competições. O atleta do Canadá terá como rivais os veteranos Asafa Powell (Jamaica), Justin Gatlin (Estados Unidos) e Kim Collins (São Cristóvão e Neves), com 41 anos.

Mas há mais. Nos 200 metros femininos, referência para a campeã olímpica Elaine Thompson, da Jamaica, e a campeã mundial, a holandesa Dafne Schippers.

De referir que, este ano, a Diamond League tem um novo formato. Os atletas somam pontos nas 12 primeiras etapas e depois os melhores disputarão as duas finais, determinando os campeões de cada disciplina (que receberão um diamante e 50 mil dólares).