Wilson Kipsang

A bomba do dia foi a suspensão provisória do queniano Wilson Kipsang por falhar exames antidoping, numa informação confirmada pela Athletics Integrity Unit (AIU).

A suspensão preventiva de Wilson Kipsang Kiprotich acontece devido ao queniano falhar vários controlos antidoping ao não estar localizado para tal.

Para piorar, foi acusado de manipulação ou intenção de manipulação de amostras, uma acusação que não abona em nada o bom nome de Kipsang e que levanta mais uma vez a dúvida ao redor do Atletismo queniano.

LEIA TAMBÉM
Kipsang, o Rei da Maratona

Vencedor da Maratona de Londres em 2014 e com uma melhor marca pessoal na distância de 2h03m13 (Berlim 2016), Kipsang está impedido de participar em qualquer prova, até que as acusações sejam investigadas.

A vida não está fácil para Wilson Kipsang depois de falhar os exames antidoping
A vida não está fácil para Wilson Kipsang depois de falhar os exames antidoping

Wilson Kipsang conquistou ainda a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e, no ano seguinte, alcançou a melhor marca mundial na Maratona, na ocasião com 2h03m23 (novamente em Berlim).

Recorde-se que a Agência Mundial Antidoping (WADA) puniu em dezembro último a Rússia de participar nos principais eventos desportivos nos próximos quatro anos, entre eles os Jogos Olímpicos, os Mundiais de Atletismo ou o Mundial de Futebol, por exemplo, por alterar precisamente algumas análises.

LEIA TAMBÉM
Corredor amador do Canadá com 2h33 na Maratona acusou… doping
Abraham Kiptum suspenso por doping perde o seu recorde do mundo

A sanção aconteceu após a Rusada, a Agência Antidoping da Rússia, ter sido declarada culpada por manipular os dados de laboratório entregues à WADA, em janeiro de 2019.

Até hoje, jamais houve um castigo desta amplitude a um país, uma tomada de atitude sem piedade por parte da entidade que rege o antidoping mundial.

LEIA TAMBÉM

LEIA TAMBÉM