Demonstração de que podemos mantermo-nos ativos até ao final da vida, uma septuagenária chinesa, de nome Wang Lang, celebrou recentemente as 100 maratonas ou mais já cumpridas. E isto apesar de só ter começado a correr aos 50 anos.

Tendo começado a correr precisamente com o propósito de manter-se ativa, em forma e saudável, a verdade é que Wang Lang acabou por descobrir na corrida uma verdadeira paixão. A primeira Maratona aconteceu há 20 anos, mais precisamente em 2001, sendo que, a partir daí, nunca mais parou.

Já aposentada, só entre 2005 e 2017, Wang Lang concluiu a Maratona de Pequim por 13 vezes.

Já este ano, estabeleceu um novo recorde na Ultramaratona de Liaoning, ao tornar-se na pessoa mais velha a conseguir terminar os 168 quilómetros da prova.

LEIA TAMBÉM
Com 70 anos, Yuko Gordon correu uma Maratona Sub-3h30

De resto, esta foi a segunda vez que a Lang participou no evento, depois de, em 2020, ter decidido correr, juntamente com a sua melhor amiga, a prova de 110 km.

Embora tendo terminado, Wang Lang acabou por esperar 6 horas (!) junto à linha de meta para assim poder cruzar a chegada lado-a-lado com a amiga.

A preparação de Wang Lang

A verdade é que a condição física desta chinesa de 70 impressiona,  desde logo por conseguir concluir distâncias que a maior parte das pessoas, com metade da sua idade (ou muito menos…), não consegue.

No entanto, e para o conseguir, Wang Lang corre, pelo menos, 20 km seis dias por semana. Já no domingo, opta por ir correr com o seu grupo de corridas de longa distância.

Embora assuma preferir correr nas montanhas de Liaoning, quando o tempo se degrada, Lang mantém os seus treinos, mas pelas ruas de asfalto, o que faz com que treine cerca de cinco meses neste piso e os restantes sete em montanha.

Apesar deste facto, a chinesa garante que nunca teve problemas de joelhos ou tornozelos, justificando-o com a infância difícil que viveu, a qual terá fortalecido o seu corpo e espírito, pelo que hoje em dia o maior problema que vive tem a ver com a visão e com uma catarata que lhe afeta este sentido.

Assim, Wang Lang acredita que, numa altura em que cumpre as 100 maratonas, vai poder continuar a correr até ao fim dos seus dias, até porque, defende, a idade é apenas um número.