Conhecida há alguns anos a nível mundial devido a uma foto, onde mostrou sem complexos a sua barriga, Stephanie Bruce, de 35 anos, está a alcançar os seus melhores tempos após ser mãe de dois filhos. A norte-americana revela ainda no YouTube alguns dos seus treinos e considerações, tendo em vista a Maratona de Chicago, no próximo dia 13 de outubro.

Corredora da Hoka One One, Stephanie Bruce é hoje uma das atletas mais acarinhadas dos Estados Unidos, fruto da sua personalidade. Mas também devido aos seus recentes tempos. Por exemplo, na Maratona de Nova Iorque de 2018, correu a distância em 2h30m59; pouco depois, na Maratona Internacional da Califórnia, registou 2h29m21, o seu melhor tempo na distância.

Campeã nacional nos 10 km (32m32) e Meia-maratona (1h10m44) e com 15m17s76 nos 5 km, Stephanie Bruce vive um dos melhores momentos da sua carreira, precisamente após ser mãe de dois filhos, o que desmente muito das verdades do Atletismo.

Estes resultados acabam por motivar a atleta a alcançar o seu grande objetivo de carreira: estar nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no próximo ano. A verdade é que Stephanie Bruce jamais esteve numa competição olímpica e, segundo à imprensa norte-americana, isso poderá acontecer, fruto da boa fase que atravessa.

Stephanie Bruce alterou os seus treinos após ser mãe

Questionada pelo momento desportivo que vive, a atleta, que, desde que foi mãe, ainda não sofreu nenhuma lesão, revela que alterou os seus treinos. Agora, e ao contrário do que acontecia anteriormente, Stephanie Bruce corre apenas o que o seu corpo pede e exige, ou seja, não corre mais com uma meta pré-estabelecida.

Se, quando era mais nova, estava sempre no seu limite em todos os treinos tendo em vista os tempos e a quilometragem, agora pondera todos os seus treinos, “ouvindo” o que o seu corpo diz.

Stephanie Bruce revela ainda que também mudou em termos mentais. Se antes duvidava das suas capacidades, agora isso não acontece, chegando inclusive a assumir alguns riscos nas corridas e nos treinos, indo por vezes além do limite que acreditava ser o seu.

LEIA TAMBÉM
Veja o nosso guia das mais belas Maratonas do mundo

Com um cartaz na prova feminina com nomes como Jordan Hasay, Emma Bates, Brigid Kosgei e Betsy Saina, Stephanie Bruce olha com bastante cuidado para a Maratona de Chicago, que deverá ser uma das mais competitivas dos últimos anos.

«A Maratona de Chicago parece ser um grande salto para mim, mas realmente acredito que fiz o trabalho de casa. Talvez não seja uma das favoritas da prova por não ter os tempos das minhas adversárias, mas começo a perceber que não precisas ter no papel esses registos pessoais antes da corrida para que possas ser uma candidata ao triunfo (…) Procurarei ter essa mentalidade em Atlanta», referiu à imprensa norte-americana Stephanie Bruce, referindo-se aos trials da Maratona dos Estados Unidos para os Jogos Olímpicos de Tóquio, agendado para o dia 29 de fevereiro.

Uma das curiosidades de Stephanie Bruce é revelar alguns dos seus treinos, assim como um pouco da sua vida privada, nas redes sociais, concretamente no YouTube, Twitter e Instagram. Por exemplo, agora podemos ver no primeiro dicas para a Maratona de Chicago. O objetivo, segundo a atleta, é ajudar as pessoas, sejam corredores ou não. «Se os fãs do desporto tivessem uma conexão mais pessoal com os corredores profissionais, talvez isso fizesse com que o desporto crescesse», defende.

FOTO: Instagram