Naquele que foi um confronto entre o campeão da Europa de Skyrunning de 2019 e o medalha de bronze nesse mesmo evento, Zait Ait Malek acabou por conseguir uma espécie de desforra ao vencer a subida da montanha Pedraforca com um tempo de 54 minutos e 21 segundos.

O desafio, que começou no Refugio Lluis Estassen, a 1.640 metros de altitude na face Norte de Pedraforca, montanha que se eleva até aos 2.506 metros de altura, colocou frente-a-frente o campeão europeu de Skyrunning Jan Margarit e o medalha de bronze Zait Ait Malek, num espectáculo de velocidade, habilidade e resistência em montanha.

Na sua página de Facebook, o vencedor, Zait Ait Malek, revelou que só havia subido a esta montanha por duas vezes, ambas pouco antes da competição e com o objectivo assumido de “conhecê-la um pouco” antes de avançar para o confronto.

No entanto, a verdade é que nem mesmo o pouco conhecimento da Pedraforca impediu Malek de assumir a liderança na prova desde o início após um começo verdadeiramente explosivo. O qual deixou, inclusivamente, Margarit sem qualquer hipótese de conseguir acompanhar o rival, a não ser que quisesse estourar ainda antes de chegar ao cume.

LEIA TAMBÉM
Louzan Sky Race na lista de percursos certificados pela International Skyrunning Federation

De resto, o campeão europeu cumpriu a ascensão com um tempo de, sensivelmente, uma hora e um minuto.

“A verdade é que, nos primeiros cinco minutos de prova, ainda tentei acompanhá-lo, mas rapidamente me dei conta de que não era a melhor decisão. Hoje, ele foi superior”, comentava, no final do desafio, transmitido pela Salomon Spain, Margarit. Com Malek a responder que, efetivamente, “sentia-me optimamente, tive um bom pressentimento, pelo que fui subindo“.

E a verdade é que, no final, nada nem ninguém conseguiu retirar o triunfo ao medalha de bronze no Europeu de Skyrunning de 2019…