Sara Moreira jamais deixou de acreditar e assegurou, ao que tudo indica, o seu passaporte para Tóquio, onde participará dos seus quartos Jogos Olímpicos, depois de Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016.

«Confiar no processo, acreditar muito e ser feliz», escreveu Sara Moreira na sua conta do Instagram, local onde prometeu escrever em breve «mais sobre este momento».

No entanto, a sportinguista deixou uma frase que pautou a sua preparação para Tóquio, quando muitos duvidavam que iria conseguir o objetivo após desistir recentemente na Maratona de Valência, algo que Sara Moreira jamais deixou de acreditrar.

«Quando Deus quer, ninguém atrapalha.»

A atleta do Sporting aproveitou ainda para agradecer a várias entidades, mas também «aos meus de sempre», ressaltando que todos eles souberam «o que passei e nunca me deixaram desistir». Palavras ainda «a todos os que me apoiaram nesta luta. Seguimos juntos». 

Entretanto, a atleta do Sporting também falou à Agência Lusa:

«Nunca na minha cabeça esteve a possibilidade de não conseguir atingir o meu objetivo. No final, foram lágrimas de orgulho, de emoção e de toda uma luta que tive de travar durante muitos longos períodos de tempo. Quando conseguimos superar-nos e acreditar no trabalho que fazemos, o resultado é este. (…) A prova desta manhã foi o reflexo de muitos meses de trabalho, entrega e dedicação e, acima de tudo, de me ter reinventado em muitos momentos. A partir do momento em que atingimos um determinado nível, no qual já estive, e depois voltamos a um patamar inferior, é muito difícil perceber o que nos está a acontecer e até aceitar. Tive de fazer essa minha reinvenção, aceitar onde estava e para onde é que queria ir. Tenho a certeza de que hoje estou no caminho certo e que as coisas se voltaram a encaminhar. Só quero que continuem desta forma, sobretudo sem limitações físicas, para conseguir fazer o trabalho. Sei que com isso atingirei novamente a excelência.»

Recorde-se que Sara Moreira supostamente garantiu o seu passaporte para Tóquio na NN Mission, uma Maratona inicialmente agendada para Hamburgo mas que decorreu no aeroporto de Twente num percurso de 5 km. Sara Moreia, que tem um recorde pessoal de 02h24m49 horas, mostrou uma corrida segura, jamais deixou de acreditar nas suas potencialidades e alcançou nos Países Baixos o tempo de 02h26m42 (leia aqui).

Este serão os quartos Jogos da atleta do Sporting após os 3.000 metros obstáculos em Pequim 2008, os 10.000 metros em Londres 2012 e a Maratona no Rio 2016, quando desitiu da prova.

Até ao momento, Portugal soma 57 presenças garantidas em Tóquio, 11 provenientes do Atletismo:

  • Maratona: Carla Salomé Rocha, Sara Catarina Ribeiro e Sara Moreira
  • Triplo salto: Patrícia Mamona, Pedro Pablo Pichardo e Evelise Veiga 
  • 50 km marcha: João Vieira
  • 20 km marcha: Ana Cabecinha 
  • Lançamento do peso: Auriol Dongmo e Francisco Belo 
  • Lançamento do disco: Liliana Cá