Austin Kjorven é o novo detentor do recorde do mundo de 10 km de corrida empurrando um carrinho de bebé de dois lugares, depois de ter feito a distância em não mais que 36 minutos e seis segundos. O mais curioso é que o canadiano iniciou a corrida sem sequer pensar em tal possibilidade…

Tudo aconteceu numa fria e húmida manhã em Milton, na província canadiana do Ontário, quando Austin Kjorven decidiu participar numa corrida de 10 km organizada pela sua mulher, Alex, empurrando o carrinho de bebé com os dois filhos dentro: Dagny, de 4 anos, e Gryffin, de 16 meses.

Intitulada Keeping the Distance 10k, Austin conseguiu terminar a corrida com o tempo de 36m06, marca que é também novo recorde do mundo dos 10 km a empurrar um carrinho de bebé – algo que, diga-se, surpreendeu o próprio vencedor!

LEIA TAMBÉM
Kerstin Bertsch regista incrível recorde do Mundo na Maratona de Frankfurt

Aliás, e sobre esta aventura, Kjorven recorda que começou a treinar com a sua filha, Dagny, no carrinho de bebé apenas e só com o objetivo de passar mais tempo com ela sem ter de abdicar dos seus treinos diários.

Quando o filho mais novo Griffin chegou, Austin Kjorven fez o mais lógico: arranjou um carrinho de bebé duplo e passou a correr com os dois filhos.

Em relação à questão do recorde do mundo, o canadiano diz que só ponderou tal hipótese a partir do momento em que fez, com a filha, a corrida de 10 km integrada na Maratona Internacional das Cataratas do Niágara de 2018, em que Austin acabou cortando a linha de meta em 37m20, apenas mais 90 segundos que o vencedor.

Foi nessa altura que decidiu pesquisar se havia recordes oficiais para corridas a empurrar um carrinho de bebé. Havia e na maior parte nas mãos de outro canadiano, Calum Neff, que, residente no estado norte-americano do Texas, conseguiu fazer a Maratona em 2h31 e os 10 km em menos de 32 minutos. Tudo isto empurrando uma das suas filhas no carrinho de bebé destas.

«Era demasiado rápido para mim», comenta Austin Kjorven. «Decidi então contactar o Guiness, tendo ficado a saber que o recorde mundial a empurrar um carrinho não com um, mas com duas crianças, era mais acessível, 45 minutos (…) Já esta marca estava certo de que conseguia superá-la».

Determinado, Kjorven voltou a inscrever-se na Maratona do Niágara, desta feita já com o objetivo de conseguir uma vitória à geral assim como o recorde mundial a empurrar um carrinho de bebé duplo. Só que, infelizmente, a Maratona acabou por ser cancelada devido a Covid-19.

O momento do recorde

Entretanto, e após três meses de encerrado em casa devido à pandemia, Kjorven, que é professor de Educação Física numa escola primária de Toronto, decidiu tomar a iniciativa e, mesmo com a proibição de reunião de mais de 10 pessoas no exterior, começou a pensar numa corrida com pouco corredores e um diretor de prova. Cenário que a sua mulher acabou por levar até ao presidente da câmara de Milton, que concordou em apoiar a ideia.

Com a chegada do Verão e as restrições relacionadas com a pandemia a abrandarem, o canadiano conseguiu organizar um evento com um total de 35 atletas. O qual, mesmo com uma meteorologia pouco convidativa, com chuva e ventos fortes, acabou saldando-se num êxito. Desde logo, também para Austin, que, embora tendo terminado no segundo lugar – o terceiro segundo lugar consecutivo, lamenta-se… -, empurrou Dagny e Griffin para um novo recorde mundial: 36m06.

Contudo, também já decidiu: em 2021 voltará a inscrever-se nos 10 km da Maratona Internacional das Cascatas do Niágara. «Quero conseguir o primeiro lugar», desabafa.