Um dos ídolos do Atletismo norte-americano e herói da II Grande Guerra, morreu recentemente Orville Rogers, detentor de vários recordes do mundo no escalão etário 100 anos ou mais (e não só…).

Orville Roger começou a correr aos 50 anos, após a leitura do livro “Aerobics”, de Kenneth Cooper. Desde então, nunca mais parou, registando vários recordes norte-americanos, mas também mundiais.

Segundo a World Masters Athletics, o “Running Man”, como era conhecido, detém os seguintes recordes do mundo em Pista Coberta, todos na categoria M 100 (os que não são desta categoria estão assinalados):

  • 200 metros: 1m40s94
  • 400 metros: 2m24s51 (M 95) e 4m16s90
  • 800 metros: 9m56s44
  • 1500 metros: 20m00s91
  • Milha: 9m56s58 (M 90) e 14m39s91 (M 95)
  • 4×200 metros: 5m40s42 (M 90)
  • 4×400 metros: 12m54s81 (M 90)
  • 4×800 metros: 29m47s68 (M 90)

LEIA TAMBÉM
Morreu Gladys Burrill, a maratonista mais velha que terminou os 42,195 km

Ao ar livre, Orville Rogers, que iria comemorar 102 anos no próximo dia 28 de novembro, tem os seguintes registos mundiais:

  • 400 metros: 2m21s82 (M 95)
  • 4×100 metros: 46s16 (M 55) e 2m22s37 (M 90)
  • 4×400 metros: 12m41s69 (M 90)
  • 4×80 metros: 28m17s10 (M 90)

Estas marcas fizeram com que Orville Rogers fosse hoje uma autêntica celebridade do Atletismo dos Estados Unidos, ainda mais por ser um herói da Grande Guerra, já que participou nos bombardeamentos da aeronáutica do seu país.  

«Eu nunca pedi a Deus uma vida longa, fama ou riqueza. E ele deu-me os três… Estou feliz por estar onde estou», afirmou à CBS no ano passado.

Alvo de inúmeras reportagens, é também co-autor do livro “The Running Man: Flying High for the Glory of God”. Sempre disponível para quem o procurava na rua ou nas provas, comemorou os seus 100 anos correndo uma prova de 100 milhas (160 km), em estafeta com os seus familiares.

Por isso, não é por acaso que a sua morte (foi operado no início do ano devido a um problema cardíaco e recueprava desde então na sua casa) foi lamentada nos Estados Unidos, já que Orville Rogers era uma autêntica referência para os amantes da corrida, um verdadeiro exemplo de que a modalidade pode ser uma realidade ao longo de todo uma vida. Mesmo com mais de 100 anos…